21ago

Traffic Calming – Estratégias para Acalmar o Trânsito

Compartilhe com os amigos!
173Compartilhamentos

A Avenida Torquato Tapajós voltou a ser chamada de “Avenida da Morte”. A população amazonense está cada dia mais temerosa quanto aos riscos diários e perigos no trânsito.
Casos de acidentes com vítimas fatais estão cada vez mais comuns principalmente em avenidas com intenso fluxo de veículos.

Só nesse mês de agosto já presenciamos diversos acidentes pesados apenas na Torquato Tapajós, principal corredor de acesso às rodovias BR-174 (Manaus-Boa Vista) e AM-010 (Manaus-Itacoatiara). Tivemos a vida de 4 jovens encurtadas: Heveni dos Santos Lopes, 24; Beatriz Souza, 14 e o irmão Mateus Páscoa, 8; e há alguns dias a Renata Lobato, de 23 anos.

Segundo os agentes de trânsito, muitos desses acidentes foram ocasionados pelo motivo dos condutores dos veículos provavelmente estarem em alta velocidade.

Alta velocidade / Divulgação

Ok. Concordo! Mas, acredito que isso vai além. Que tal falarmos sobre os recapeamentos feitos nas principais avenidas? A Prefeitura de Manaus está desde o inicio do ano revitalizando os corredores viários e todos estamos acompanhando, mas não é possível que não estejamos percebendo a quantidade excessiva de calombos nas ruas! Essas elevações somadas com o excesso de velocidade e a desatenção dos condutores são razões suficientes para termos um quadro de horror!

E como poderíamos combater essa pressa toda? Seria necessário encher de radares pelas avenidas como questionou uma repórter televisiva ao presidente-diretor do DETRAN/AM e ao presidente-diretor do MANAUSTRANS?

A solução criativa que muitos países europeus adotam e várias cidades brasileiras já estão adotando chama-se Traffic Calming. Quem sabe não fosse a hora de nós nos atentarmos para essa iniciativa e aplicarmos aqui no Amazonas também? Creio que é muito mais beneficente para a população inteira, do que sair distribuindo multas!

De acordo com o Manual de Segurança Viária publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2008, os pedestres, ciclistas e motociclistas são agentes vulneráveis e têm suas chances de sobrevivência reduzidas quando são atropelados ou colidem com um carro em velocidade igual ou superior a 50 km/h. Já as chances de sobrevivência aumentam se o veículo trafega a menos de 30 km/h.

Uma alternativa para reduzir o limite de velocidade utilizada nas vias da Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Bélgica, Holanda e Reino Unido e que traz bons resultados, é a implantação do traffic calming, um conjunto de medidas que inclui a adaptação do volume, velocidade e comportamento do tráfego, para que as ruas sirvam a todos e não apenas aos carros.

Reduzir a velocidade dos carros pode incentivar pedestres e ciclistas a se deslocarem, esse é o principal motivo para diversas cidades estarem utilizando o Traffic Calming.

Ao invés de aplicar multa na população, porque não trabalham de forma efetiva? É o que mais me questiono. Talvez, seja a hora de termos uma cidade inteligente e que priorize a vida.

O Traffic Calming tem sido visto como uma das possibilidades de enfrentar tais problemas de maneira eficiente. O Traffic Calming surgiu no fim dos anos 60, quando os moradores de uma pequena cidade na Holanda decidiram reduzir o fluxo de veículos, tornando as ruas lugares de convivência entre ciclistas, pedestres e veículos. Depois, o sistema foi adotado em outros países europeus e nos Estados Unidos, com desenvolvimento de ações como estreitamento de vias, faixa elevada para travessia de pedestres, chicanes (curvas artificiais), pavimento de alerta diferenciado com cor e/ou material, rotatórias e sinalização específica.

As lombadas do tipo traffic calming construídas recentemente na cidade de Muriaé - MG fonte: Gazeta de Muriaé

As lombadas do tipo traffic calming construídas recentemente na cidade de Muriaé – MG fonte: Gazeta de Muriaé

O Traffic Calming é uma estratégia que poderia perfeitamente ser utilizada em Manaus, afinal de contas se designa a aplicação através de engenharia de tráfego, de regulamentação e de medidas físicas, desenvolvidas para controlar a velocidade e induzir os motoristas a um modo de dirigir mais apropriado à segurança e ao meio ambiente. Além disso, podem ser empregados rapidamente.

Agentes de trânsito sinalizam os pedestres que desejam atravessar com bandeiras de cor de alta visibilidade (laranja, amarelo, fucsia..)

Agentes de trânsito sinalizam os pedestres que desejam atravessar com bandeiras de cor de alta visibilidade (laranja, amarelo, fucsia..)

Os materiais para pavimentação são de cores e texturas diferenciadas; o mobiliário urbano, a vegetação e o paisagismo são utilizados para valorizar a paisagem e a identidade cultural.

A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) começou a implantar travessias elevadas de pedestres (traffic calming) na Avenida Presidente Itamar Franco (antiga Independência). O equipamento, que consiste em uma lombada transversal de coloração diferenciada, tem os objetivos de facilitar e dar mais segurança à travessia de pedestres, sobretudo aqueles com limitações de locomoção, bem como inibir o excesso de velocidade dos veículos. Fonte : Prefeitura de Juiz de Fora - MG

A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) começou a implantar travessias elevadas de pedestres (traffic calming) na Avenida Presidente Itamar Franco (antiga Independência). O equipamento, que consiste em uma lombada transversal de coloração diferenciada, tem os objetivos de facilitar e dar mais segurança à travessia de pedestres, sobretudo aqueles com limitações de locomoção, bem como inibir o excesso de velocidade dos veículos. Fonte : Prefeitura de Juiz de Fora – MG

Além de acalmar o trânsito, esse tipo de inovação poderia aumentar a segurança e o bem-estar de outros usuários das estradas, especialmente os pedestres. Além disso, eles também podem fornecer um benefício enorme para os ciclistas, desde que feito corretamente.

Chicanes com ciclovias

Chicanes com ciclovias

Então, porquê não se adotar tais medidas para acalmar o tráfego de Manaus?

Primeiro, que Manaus precisaria ter uma política pública séria bem definida para a mobilidade humana, que valorize as pessoas e não os carros, o que seria inédito numa cidade engolida pelos veículos motorizados de todos os tipos, tamanhos, anos e modelos.

Depois, resta saber se o poder público está a fim ou tem de coragem de comprar a briga com os motoristas, deixando bem claro que as pessoas e os veículos não motorizados, especialmente as bicicletas, terão preferência e prioridade.

Questões de uso e ocupação do solo, mobiliário urbano, mudanças de engenharia de tráfego, ações preventivas e educativas de trânsito para uma nova cultura voltada para as pessoas e não para os veículos, tudo isso conta.

A minha parte termina aqui.

Espero que essas mortes não tenham sido em vão, e que algo seja feito com urgência. Peço que Deus os acolha em seu manto sagrado e que possa dar força para cada uma dessas famílias que têm seus filhos/as levados/as por acidentes de trânsitos.

Comentários

Compartilhe com os amigos!
173Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e em meu blog escrevo sobre Cidades Inteligentes, Marketing Digital, Curiosidades do Amazonas, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões e Pitacos sobre coisas do cotidiano que interferem diretamente na vida de todos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

© Copyright 2013-2021, Todos os Direitos Reservados