17ago

Curiosidades sobre a Praça do Congresso em Manaus

Compartilhe com os amigos!
29Compartilhamentos

Uma das praças com mais história da capital Amazonense sem sombra de dúvidas é a Praça do Congresso (nome popular da praça Antônio Bittencourt). Basta saber que ela é um projeto daqueles que remonta ainda o tempo do Império do Brasil (1822-1889). À época, o logradouro público foi chamado de Largo do Paiçandu – homenagem ao território uruguaio tomado em 1865.

Outro ponto importante, é lembrarmos sempre que o local que hoje temos a Avenida Eduardo Ribeiro, próximo à Avenida 7 de Setembro, era tudo um grande igarapé chamado Igarapé do Espírito Santo.  Com o aterro e o desaparecimento do Igarapé do Espírito Santo, abriram-se ruas e loteamentos, formando na parte final da região,o jardim do Palácio Novo.

Praça do Congresso em Cartão Postal

No início do século, isso em 1908, uma reunião no dia 21 de agosto da Intendência Municipal, o Intendente Carlos Studart teve um projeto de lei de sua autoria aprovado “dando a denominação de Antônio Bittencourt” a todo o quadrado existente entre as Ruas Ramos Ferreira, Monsenhor Coutinho, Tapajós e Avenida Eduardo Ribeiro e ao mesmo tempo sugerindo que a Rua “Antônio Bittencourt” voltasse a chamar-se Rua Costa Azevedo”.

Assim, inaugurada em 1908, a Praça Antônio Bittencourt é um espaço tradicional do centro antigo de Manaus. O local abrange uma área de 6.750,5 m², localizada em frente ao prédio histórico do Instituto de Educação do Amazonas (IEA) e tem esse nome em homenagem ao homem que governou o Estado do Amazonas, no período de 1908-1912, além disso, Antônio Clemente Bittencourt foi um dos signatários da primeira Constituição do Estado do Amazonas.

Antônio Clemente Ribeiro Bittencourt / Divulgação

Antônio Clemente Ribeiro Bittencourt / Divulgação

Quase vinte anos depois voltaram a alterar a denominação dessa Praça. O Intendente João Severiano de Souza apresentou projeto, aprovado e transformado na Lei nº. 1.477, de 16 de abril de 1928 e, numa prova de desconhecimento da denominação oficial do logradouro, propôs que a “Praça Benjamim Constant passasse a chamar-se Praça Antônio Bittencourt”.

Praça do Congresso

Praça do Congresso

Essa situação de alterar nome de praça de forma indevida e desconhecer a própria história do logradouro público ainda acontece até hoje em 2021. Basta lembrar que recentemente o Vereador David Reis, atual presidente da Câmara Municipal de Manaus, alterou o nome da Praça Nestor Nascimento (o maior líder negro que o Amazonas já teve) para Praça Oscarino Peteleco, em homenagem ao Oscarino Farias Varjão, ventríloquo falecido, que dava vida ao boneco Peteleco. O projeto de lei pegou muito mal e despertou manifestação da negritude amazonense. O vereador acabou voltando atrás.

 Praça do Congresso. 1960. Manaus. Alguns aspectos da Antropologia Cultural do Amazonas. / Fonte : IDD


Praça do Congresso. 1960. Manaus. Alguns aspectos da Antropologia Cultural do Amazonas. / Fonte : IDD

Praça da Saúde – chegou a ser conhecida por este nome porque ali existia um belo prédio onde funcionava a Secretaria de Saúde do Estado (foto) e que foi demolido na década de 60. No local foi construída uma agência pertencente à empresa de Correios.

Prédio da Saúde

Prédio da Saúde

Praça do Congresso – o logradouro também ficou muito conhecido como Praça do Congresso, por ter sido palco do Congresso Eucarístico, fato que ensejou a construção de um monumento dedicado a Nossa Senhora, inaugurado a 31 de março de 1942.

Pouca gente conhece a denominação oficial desse logradouro que já foi Praça da Princesa Imperial, depois Praça Antônio Bittencourt, popularmente conhecida como Praça da Saúde na década de 40 e mais tarde conhecida Praça do Congresso, desde quando no local foi realizado o Congresso Eucarístico, em 1942.

A área era bem maior, foi reduzida com a construção da sede do Luso Sporting Clube, da Escola da Divina Providência e de alguns bangalôs, principalmente pelo lado da Rua Ramos Ferreira.

A Lei de 1996 denomina de “Antônio Bittencourt”, a Rua 05, conjunto Ajuricaba, no bairro da Alvorada.

Bom, essas foram algumas das curiosidades sobre a Praça Antônio Bittencourt, ou Praça do Congresso em Manaus.  No espaço há um busto em bronze do ex-governador Eduardo Ribeiro, que dá nome à avenida, no alto de onde a praça está instalada. O seu entorno é valorizado por prédios históricos e casarões que pertenceram a famílias tradicionais de Manaus.

Bancas de revistas e de livros usados, de comidas regionais e de tacacá fazem parte do espaço.

O local também recebe eventos artísticos, como shows, apresentações de teatro de rua e atividades circenses.

Praça Antônio Bittencourt ou do Congresso / Foto : IDD

Praça Antônio Bittencourt ou do Congresso / Foto : IDD

Praça Antônio Bittencourt ou do Congresso / Foto : Durango Duarte

Comentários

Compartilhe com os amigos!
29Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e em meu blog escrevo sobre Cidades Inteligentes, Marketing Digital, Curiosidades do Amazonas, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões e Pitacos sobre coisas do cotidiano que interferem diretamente na vida de todos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

© Copyright 2013-2021, Todos os Direitos Reservados