31jan

Conheça o Programa Câmbio Verde que troca lixos recicláveis por hortifrutis de época

Compartilhe com os amigos!
159Compartilhamentos

Que tal ampliarmos o incentivo para a separação do lixo? Assim, podemos além de contribuir para o meio ambiente, contribuir para locais de triagem recicláveis, podemos recompensar as pessoas que se dedicam à manutenção do ecossistema e que gastam menos. Parece complexo de entender? Saiba que em Curitiba existe um programa nesse sentido. Chama-se Programa Câmbio Verde.

O Programa Câmbio Verde, nasceu de uma derivação do Programa Compra do Lixo e do Programa Lixo que não é Lixo. E consiste na troca de material reciclável por produtos hortifrutis de época.

Conheça o Programa Câmbio Verde que troca lixos recicláveis por hortifrutis de época

Tudo começou quando em junho de 1991, houve uma super safra de produtos hortigranjeiros na Região Metropolitana de Curitiba e face a grande quantidade de produtos, os pequenos produtores encontraram dificuldades para a comercialização de suas safras e muitos estavam transformando sua produção em adubo orgânico e alimento para criações.

Diante daquela realidade o poder público de maneira criativa e de baixo custo, resolveu auxiliar os pequenos produtores no escoamento de suas safras. Para tanto, firmou convênio com a FEPAR – Federação Paranaense das Associações dos Produtores Rurais, e passou adquirir o excedente da produção e repassar estes produtos às famílias nos pontos de troca .

Assim nasceu o Programa Câmbio Verde.

Existem algumas modalidades de Câmbio Verde

Câmbio Verde nos Pontos de Troca

  • Incentivar os moradores a separarem o lixo orgânico do reciclável;
  • Toda população do Município de Curitiba pode participar deste programa, levando ao ponto de troca, que têm datas e horários pré-determinados, 4 Kg de materiais recicláveis (papel, papelão, vidro, sucata ferrosa e não ferrosa) os quais serão trocados por 1 Kg de produtos hortifrutis.

Câmbio Verde nas Entidades Assistênciais (Câmbio Verde Solidari Entidades Assistênciais (Câmbio Verde Solidariedade)

  • Promover e incentivar a reciclagem;
  • Incrementar a alimentação das pessoas que residem ou se dirigem a essas entidades, a fim de ter ao menos uma alimentação no dia.

Objetivo do Programa:

  • Promover o escoamento da safra de produtos hortifrutis dos pequenos produtores de Curitiba e da Região Metropolitana;
  • Criar na população o hábito de separar o lixo reciclável;
  • Sensibilizar a comunidade para a correta destinação final dos resíduos;

E se fosse em Manaus? Poderíamos ter um programa similiar em nossa cidade. Bastaria que as pessoas conseguissem separar o lixo e saber que lá na frente ele realmente seria reciclado. Além disso, elas poderiam ser recompensadas com troca por peixe, ou quem sabe até por vale transporte, não sei. Uma ótima forma de conscientizar o povo, gerar emprego, renda, cidade sustentável, manter o povo da área rural na produção rural e alcançando todas as classes sociais.

Esse é um dos projetos políticos que sempre sonhei para Manaus. Desenvolvimento sustentável e com criatividade política.

Câmbio Verde volta a funcionar nesta terça-feira em três regionais da cidade.
Foto: Levy Ferreira/SMCS

Comentários

Compartilhe com os amigos!
159Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim. Em meu blog escrevo sobre Marketing Digital, Conteúdos Criativos, Empreendedorismo, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões sobre Política e outras coisas mais.
© Copyright 2013-2020, Todos os Direitos Reservados