A importância da representação visual: 5 dicas para criar ou refazer a logo perfeita - Marcus Pessoa
3abr

A importância da representação visual: 5 dicas para criar ou refazer a logo perfeita

Compartilhe com os amigos!
0Compartilhamentos

O sucesso de uma empresa ou de uma nova ideia de empreendedorismo não acontece por acaso. Quanto mais se investe, seja com capital ou inovação, maiores são as chances de obter um resultado positivo no futuro. Uma das prioridades relacionadas a esse investimento deve ser com a imagem do negócio, mais especificamente com a logo da companhia. Apesar de o ditado popular afirmar justamente o contrário, muitos clientes acabam julgando o livro pela capa.

Pensando nisso, decidimos separar algumas dicas essenciais e que podem ajudar qualquer empreendedor na criação de uma nova imagem. Atualmente, segundo a revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, existem mais de 52 milhões de brasileiros buscando o sucesso e investindo em novas empresas, então algumas dessas dicas pode fazer diferença nesse sentido.

Foto : Divulgação

Logo da Apple / Foto : Divulgação

  1. A importância da logo

A primeira dica pode parecer simples, porém é uma das mais importantes. A logo de uma empresa não serve apenas como um desenho que representa a companhia, mas sim como algo que vai, de forma simples, vender toda uma ideia e também os serviços oferecidos pela empresa. O artigo publicado por nós há algum tempo sobre o uso da imagem do cérebro por empresas como Digital Brand e Brain Touch é uma boa forma de explicar como isso funciona.

A função de um logotipo é muito maior do que imaginamos. Essas imagens têm como função gerar confiança, reconhecimento ou qualquer outro sentimento positivo e eficiente quanto à empresa. A dica é – antes mesmo de começar a esboçar a imagem que vai estar no rótulo do produto, no site ou na loja – refletir bastante sobre esses pontos e sobre qual é o objetivo da companhia.

  1. Simples e eficiente

Depois de entender qual é a função da logo, é preciso pensar que a simplicidade é mais eficiente do que uma imagem recheada de informações. Uma logo simples, com alguns detalhes apenas, pode fazer o serviço de divulgação melhor do que qualquer desenho mais elaborado. Um bom exemplo dessa simplicidade efetiva são as logos de algumas marcas de carro. A BMW possui o mesmo logotipo desde 1916 e mesmo assim continua tendo uma imagem reconhecida e imponente, apesar da simplicidade. O mesmo pode ser dito da Audi, que também é uma fabricante de carros do segmento de luxo, ou até mesmo da popular Chevrolet, que teve uma análise da evolução de seu logo feita pelo site MegaCurioso anos atrás. Por motivos como esses, é possível entender que a simplicidade da logo é benéfica por não focar em um público-alvo específico, mas sim geral.

Logo BMW /  Fonte da Imagem: pixabay.com

Os exemplos de logo mais simples, entretanto, não ficam apenas no mundo dos automóveis. No setor de tecnologia, as marcas costumam apostar também no simples, apesar de ser tudo bem pensado. O Google é um grande exemplo disso, com uma logo simples e que passou por pequenas alterações desde que foi criado, em 1998.

  1. Produto na logo

Outra dica valiosa, e que pode ser um diferencial, é tentar fazer uma associação entre o produto ou serviço oferecido pela empresa com a logo criada. Isso significa que é importante tentar associar o máximo possível uma coisa com a outra. Existem várias marcas que podem servir de exemplo para isso. Uma das mais interessantes é o Twitter, que tem como logo o famoso pássaro azul. É uma representação da ideia da plataforma, que só permite ao usuário postar mensagens curtas, como se fosse o curto piar de um pássaro.

Logo Twitter /  Fonte da Imagem:

Logo Twitter /  Fonte da Imagem: pixabay.com

Outra marca que também optou por essa estratégia foi a rede de fast-food norte-americana Burger King, que tem em sua logo o nome da empresa como se fosse o recheio de um sanduíche, principal produto comercializado pela empresa. Trata-se, portanto, de uma referência simples e objetiva aos hambúrgueres que são vendidos por lá. A fabricante de chocolates Hershey’s faz algo semelhante com sua logo, mas utilizando o formato de uma gota de chocolate. Algumas empresas preferem fazer isso de forma mais sutil. O logo da do empresa de jogos online Betway Cassino, por exemplo, possui uma estilização na letra “w” presente no nome da empresa. Essa letra simula um gráfico, que é um elemento comum quando o assunto são plataformas de apostas esportivas e de jogos tradicionais de cassino, ramos de atuação da companhia. A logo da japonesa Canon segue o mesmo caminho, com a letra “o” sendo estilizada para simular o formato de algumas câmeras e lentes fotográficas.

  1. Mude a atualize

Uma logo, no entanto, não é algo fixo e que não pode ser mudado. Pelo contrário: é importante atualizar a imagem com certa constância para que fique em voga com as tendência atuais. A Lego pode servir como parâmetro para essa dica. A logo da empresa não tinha qualquer característica importante, sendo uma escrita em preto simples. Com o passar dos anos, a empresa investiu em uma imagem mais ligada ao próprio brinquedo, ou seja, com cores fortes e um formato que lembra as próprias peças. Até mesmo a fonte utilizada, que entrega uma leveza maior, tem como objetivo atingir o público-alvo da empresa.

Outro bom exemplo pode ser o Instagram. A imagem original da plataforma era uma homenagem à famosa máquina fotográfica Polaroid. Hoje em dia, após algumas mudanças, a logo se transformou em algo mais simples e limpo, com cores fortes e um desenho que lembra até mesmo a maçã da Apple. Com isso, é possível entender que a decisão da empresa foi vender uma imagem mais voltada para a inovação e deixar de lado a nostalgia de câmeras antigas.

  1. Familiarize-se com os exemplos mencionados

A última dica é justamente verificar os exemplos mencionados neste artigo para se familiarizar com as estratégias por eles utilizadas quando se trata de logo. Também é válido buscar outros exemplos para entender de forma ainda mais ampla como funciona o universo dos logotipos. Seja buscando empresas bem-sucedidas em suas respectivas áreas de atuação, como é o caso da Nike e da Adidas, ou então verificando quais empresas não possuem logos tão marcantes. Estudar o mercado é uma lição valiosa para qualquer tipo de situação, e isso não é diferente nesse caso.

Essas dicas podem fazer toda a diferença no momento de escolher a logo de um negócio e até mesmo no processo criativo da imagem. Por isso, leia todas elas como calma e tente aprender o máximo possível antes de decidir qual será o seu cartão de visitas visual. Em um país onde existem mais de 50 milhões de pessoas buscando espaço no mercado, uma logo bem feita pode fazer bastante diferença.

Compartilhe com os amigos!
0Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim. Em meu blog escrevo sobre Marketing Digital, Conteúdos Criativos, Empreendedorismo, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões sobre Política e outras coisas mais.
Comentários
© Copyright 2013-2020, Todos os Direitos Reservados - TERMOS E CONDIÇÕES E USO DO BLOG