Ideia de Abrigo Sustentável para Animais de Rua – Marcus Pessoa
25jan

Ideia de Abrigo Sustentável para Animais de Rua

Compartilhe com geral!
71Compartilhamentos

Um dos maiores desafios das cidades brasileiras é fazer o controle habitacional de animais de rua. O primeiro passo é sem dúvida a castração. Antes, quando não entendia a importância, achava que tratava-se de mutilar os animais. Hoje, entendendo um pouco mais, sei que a única maneira ética e eficaz de controle de animais abandonados é justamente a castração, pois além de evitar a procriação descontrolada, ajuda a prevenir diversas doenças, entre elas o câncer. Aliás, o número de castração só não é maior porque, infelizmente, esbarra na falta de informação.

O segundo maior desafio é abrigar e esse é um dos argumentos que muitos vereadores e deputados se elegem dizendo que vão defender, mas não defendem de fato, ou se defendem são incapazes de colocarem em prática. Mas, precisamos entender que a causa animal é também uma causa de saúde pública. E por isso trouxe um exemplo de um abrigo sustentável para animais de rua que une tecnologia, cidades inteligentes e eficiência.

Ideia de Abrigo para Animais de Rua / Divulgação

Como dito esse é um problema que precisa de cada vez mais atenção é o da causa animal. A pandemia da Covid-19 aumentou a adoção de cachorros e gatos por pessoas que buscavam formas de enfrentar o isolamento. Mas agora, entidades especializadas em resgate de animais começam a perceber que há mais pets sendo abandonados e postos para adoção. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, existem cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, dos quais 10 milhões são gatos e 20 milhões, cães.

Segundo a pesquisa Radar Pet 2021, apresentada pela Comissão de Animais de Companhia, ligada a empresas de produtos de saúde para bichos de estimação, 30% dos pets foram adquiridos durante o período de isolamento social. Mas, com a flexibilização das medidas preventivas, mais gente começou a sair de casa e os pets perderam o destaque. O resultado foi um crescimento de abandonos e devoluções de animais aos abrigos.

Gato dorme em banco no Campo de Santana, no Rio. Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

Então, com as ferramentas que temos disponíveis e as tecnologias cada vez mais avançadas e acessíveis, por que não investir para salvar os animais? Por isso fui atás de um abrigo que seja sustentável, agradável e fácil de ser replicado. Assim, cheguei ao abrigo do Dallas Pets Alive (EUA) que criou um conceito de um abrigo feito com contêineres de carga.

Esse tipo de construção tem sido tendência da arquitetura, já que reutiliza contêineres que estavam parados. Além disso, uma vez que o abrigo atingir sua capacacidade de abrigados, é possível aumentar o espaço construído, adquirindo mais contêineres e aumentando a área dos abrigos e módulos.

O projeto conta com espaço para que futuros donos e animais se socializem, além de abrigar consultórios para rápidos checkups e vacinação, estacionamento e outros espaços para maior conforto dos visitantes. O objetivo é ter uma construção que atraia pessoas por suas características divertidas e possa receber centenas de animais.

O Dallas Pets Alive tem o objetivo de acolher e colocar para adoção. Assim eles possuem a política no qual a pessoa adota um dos animais do abrigo, sendo que é feito todo um trabalho para encontrar um pet que se adeque a rotina da família e assim, tentar chegar a zero o abandono. E tem também a parte do apadrinhar, no qual as pessoas contribuem para a manutenção do espaço.

Um outro ponto que achei interessante do Dallas Pets Alive é que eles cobram uma taxa para a adoção. Ou seja, não entregam os animais “de graça”. A taxa serve para cobrir os custos de cirurgia de castração, teste de dirofilariose em cães com 6 meses ou mais, teste FeLV em todos os gatos e gatinhos e todas as vacinas atuais (incluindo Raiva, se o animal tiver 4 meses ou mais), além do tratamento de desparasitação.

Confira imagens do projeto completo

Dallas Pets Alive / Foto : Divulgação

Dallas Pets Alive / Foto : Divulgação

Dallas Pets Alive / Foto : Divulgação

Dallas Pets Alive / Foto : Divulgação

Dallas Pets Alive / Foto : Divulgação

Comentários

Compartilhe com geral!
71Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e em meu blog escrevo sobre Cidades Inteligentes, Marketing Digital, Curiosidades do Amazonas, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões e Pitacos sobre coisas do cotidiano que interferem diretamente na vida de todos.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

© Copyright 2013-2022, Todos os Direitos Reservados