Pitacos

21ago

Traffic Calming – Estratégias para Acalmar o Trânsito

Uma das medidas adotadas para reduzir os riscos dos acidentes de trânsito é o controle da velocidade. De acordo com o Manual de Segurança Viária publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2008, os pedestres, ciclistas e motociclistas são agentes vulneráveis e têm suas chances de sobrevivência reduzidas quando são atropelados ou colidem com um carro em velocidade igual ou superior a 50 km/h. Já as chances de sobrevivência aumentam se o veículo trafega a menos de 30 km/h.
Leia Mais »

20ago

Marco Feliciano compra briga com Porta dos Fundos

Marco Feliciano voltou a ser o centro das atenções. Atualmente o pastor deputado, pediu em seu perfil pessoal do twitter para que os seus seguidores denunciassem o recém lançado vídeo humorista do Porta dos Fundos.

Publicado nesta segunda, o vídeo mostra a atriz e cantora Clarice Falcão interpretando uma mulher que vai ao ginecologista e lá descobrem uma imagem de Jesus Cristo em sua vagina.

Marco Feliciano faz campanha contra vídeo do 'Porta dos Fundos'

Marco Feliciano faz campanha contra vídeo do ‘Porta dos Fundos’

Revoltado com o novo vídeo postado pelo grupo de humor ‘Porta dos Fundos’, o deputado federal e pastor Marco Feliciano pediu que seus seguidores no Twitter denunciem o vídeo chamado ‘Oh, Meu Deus’. Leia Mais »

6ago

Ciclovia, ciclofaixa e ciclorrota na Avenida das Torres em Manaus

Viver Manaus significa desenvolver nossa cidade para seus anseios. Manaus é uma cidade que precisa executar de verdade o seu Plano Diretor e ouvir a necessidade dos coletivos. Recentemente fiz uma publicação sobre a diferença entre ciclovia, ciclofaixa e ciclorrota, que conta justamente sobre como o espaço público pode e deve ser compartilhado tanto com carros, com ciclistas e quanto com pedestres. Mas vamos nos ater ao compartilhamento da via com os veículos motorizados, pois essa é a grande luta dos cicloativistas hoje.

Sorocaba tem uma das maiores redes de ciclovias do País, com 106 quilômetros de extensão e o menor índice de acidentes envolvendo ciclistas

Sorocaba tem uma das maiores redes de ciclovias do País, com 106 quilômetros de extensão e o menor índice de acidentes envolvendo ciclistas

Leia Mais »

30jul

O IDH dos estados Brasileiros

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é um dado utilizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para analisar a qualidade de vida de uma determinada população. Os critérios utilizados para calcular o IDH são:

– Grau de escolaridade: média de anos de estudo da população adulta e expectativa de vida escolar, ou tempo que uma criança ficará matriculada.

[hana-code-insert name=’Google’ /]

– Renda: Renda Nacional Bruta (RNB) per capita, baseada na paridade de poder de compra dos habitantes. Esse item tinha por base o PIB (Produto Interno Bruto) per capita, no entanto, a partir de 2010, ele foi substituído pela Renda Nacional Bruta (RNB) per capita, que avalia praticamente os mesmos aspectos que o PIB, no entanto, a RNB também considera os recursos financeiros oriundos do exterior.

– Nível de saúde: baseia-se na expectativa de vida da população; reflete as condições de saúde e dos serviços de saneamento ambiental.

Brasil, um país com alto IDH?

Brasil, um país com alto IDH?

[hana-code-insert name=’Google2′ /]

O Índice de Desenvolvimento Humano varia de 0 a 1, quanto mais se aproxima de 1, maior o IDH de um local.

De acordo com dados divulgados em novembro de 2010 pela ONU, o Brasil apresenta IDH de 0,699, valor considerado alto, atualmente ocupa o 73° lugar no ranking mundial. A cada ano o país tem conseguido elevar o seu IDH, fatores como aumento da expectativa de vida da população e taxa de alfabetização estão diretamente associados a esse progresso.

No entanto, existem grandes disparidades sociais e econômicas no Brasil. As diferenças socioeconômicas entre os estados brasileiros são tão grandes que o país apresenta realidades distintas em seu território, e se torna irônico classificar o país com alto Índice de Desenvolvimento Humano.

Obs.: Em novembro de 2010, a ONU, utilizando os novos critérios de cálculo, divulgou uma lista de IDH dos países. Porém, esse novo método ainda não foi aplicado para o cálculo dos estados brasileiros. Nesse sentido, o ranking nacional segue o modelo e dados divulgados em 2008 pelo Pnud:

1° – Distrito Federal – 0,874
2° – Santa Catarina – 0,840
3° – São Paulo – 0,833
4° – Rio de Janeiro – 0,832
5° – Rio Grande do Sul – 0,832
6° – Paraná – 0,820
7° – Espírito Santo – 0,802
8° – Mato Grosso do Sul – 0,802
9° – Goiás – 0,800
10° – Minas Gerais – 0,800
11° – Mato Grosso – 0,796
12° – Amapá – 0,780
13° – Amazonas – 0,780
14° – Rondônia – 0,756
15° – Tocantins – 0,756
16° – Pará – 0,755
17° – Acre – 0,751
18° – Roraima – 0,750
19° – Bahia – 0,742
20° – Sergipe – 0,742
21° – Rio Grande do Norte – 0,738
22° – Ceará – 0,723
23° – Pernambuco – 0,718
24° – Paraíba – 0,718
25° – Piauí – 0,703
26° – Maranhão – 0,683
27° – Alagoas – 0,677

Analisando o ranking, as diferenças socioeconômicas no país ficam evidentes, sendo as regiões Sul e Sudeste as que possuem melhores Índices de Desenvolvimento Humano, enquanto o Nordeste possui as piores posições. Nesse sentido, se torna necessária a realização de políticas públicas para minimizar as diferenças sociais existentes na nação brasileira.

Fonte: Brasil Escola

22jul

Montanha russa ecologicamente correta no Iranduba

Outro dia, assistindo ao Canal Discovery, o tema abordado me chamou atenção – “Mega Construções”- o Canal relatava sobre as diversas construções de enormes Montanhas Russas por todo Os Estados Unidos. A ideia central do programa era fazer um acompanhamento analítico de duas construções de Montanhas Russas, naquele país, sendo uma em AÇO e outra em MADEIRA.

Montanha russa de Madeira - Gold Striker

Montanha russa de Madeira – Gold Striker

Leia Mais »

21jul

Projeto de Ciclovia Boulevard-Ponta Negra em Manaus

Durante as eleições o até então candidato Artur Neto prometeu se eleito fosse 80km de ciclovia. No início do mês os projetos para os primeiros 14,6 quilômetros de ciclovia dos 80 prometidos começarão a ser construídos ainda este semestre. Pelo menos 20 quilômetros precisam estar prontos até dezembro para cumprir a determinação do prefeito Artur Neto para seu secretariado. A ciclovia que recebeu o nome de Boulevard-Ponta Negra começa no encontro das avenidas Duque de Caxias e Álvaro Botelho Maia, na Zona Centro-Sul, e passa por vias como a avenida Brasil e Coronel Teixeira até chegar à Marina do Davi, na Ponta Negra, Zona Oeste.
Leia Mais »

20jul

O que é uma cidade criativa

Atualmente o tema tem entrado “na moda”, e é bom mesmo que a população passe a prestar mais atenção sobre iniciativas que transformam o cenário urbano e o deixa melhor para todos.

Uma cidade criativa é aquela capaz de comportar certa desordem e irregularidades enquanto renova seus padrões e inventa outras práticas de convivência. A definição foi apresentada por Anamaria Wills, executiva dedicada à produção cultural com atuação em diversos países.

Existe também um livro muito interessante da Elsa Vivant sobre o tema.

O Que É Uma Cidade Criativa? Este livro traz uma discussão sobre a teoria das cidades criativas que vem incendiando os debates urbanísticos do mundo todo. Elsa Vivant aponta os paradoxos e as limitações que permeiam as teorias em torno desse tema, questionando até que ponto a reversão da decadência econômica das cidades tradicionais dependerá apenas da capacidade de elas atraírem e ampliarem a presença das chamadas classes criativas, oferecendo-lhes, em contrapartida, ambientes sociais e culturais mais estimulantes, dinâmicos e abertos à diversidade.

O Que É Uma Cidade Criativa?

Leia Mais »

19jul

Preços dos Ingressos da Copa do Mundo Brasil 2014

Saiu uma lista dos preços dos ingressos para os jogos da Copa do Mundo no Brasil em 2014. Além disso, saiu também uma lista de dicas para como conseguir comprar os ingressos que serão vendidos a partir do mês de agosto!

[hana-code-insert name=’Google’ /]

Copa no Brasil terá ingressos entre 60 reais e 1.980 reais

Copa no Brasil terá ingressos entre 60 reais e 1.980 reais

Fifa iniciará a venda no dia 20 de agosto, em modelo semelhante ao da Copa das Confederações. Entidade promete melhorar distribuição dos bilhetes em 2014

[hana-code-insert name=’Google2′ /]

Os brasileiros poderão assistir a uma partida de Copa do Mundo por 60 reais, o menor preço cobrado pela Fifa na história recente do torneio (e um valor inferior aos ingressos cobrados por muitos clubes brasileiros). Com meia-entrada, os bilhetes mais baratos do torneio podem sair por 30 reais.

Preocupada com as críticas sofridas ao longo da Copa das Confederações, a Fifa cumpriu a promessa de baixar os preços – pelo menos em algumas categorias de bilhetes – e abriu as portas para que diferentes classes sociais tenham acesso aos estádios durante a competição. As entradas mais baratas são para os assentos atrás dos gols, no alto das arquibancadas, com preferência para estudantes, idosos e beneficiários do Bolsa Família. Mais de 400.000 ingressos populares serão comercializados. Não faltarão, é claro, cadeiras para quem estiver disposto a gastar muito dinheiro: os bilhetes mais caros – para a final e no melhor setor possível – custarão 1.980 reais, de acordo com o anúncio feito pela Fifa nesta sexta-feira, em São Paulo. As vendas começam no dia 20 de agosto, pelo site oficial da entidade.

JOGOS Categoria 1 categoria 2 categoria 3* categoria 4**
Abertura R$ 990 R$ 660 R$ 440 R$ 160
Fase de grupos R$ 350 R$ 270 R$ 180 R$ 60
Oitavas de final R$ 440 R$ 330 R$ 220 R$ 110
Quartas de final R$ 660 R$ 440 R$ 330 R$ 170
Semifinais R$ 1.320 R$ 880 R$ 550 R$ 220
Terceiro lugar R$ 660 R$ 440 R$ 330 R$ 170
Final R$ 1.980 R$ 1.320 R$ 880 R$ 330

*Essa faixa de preço também serve para os portadores de deficiência física **Com direito a meia-entrada

Na fase inicial de vendas, os ingressos serão sorteados entre todos os que se inscreverem no processo, sem vantagem para quem fizer o pedido no início ou no fim do prazo. Nessa etapa, o torcedor concorrerá aos bilhetes sem saber quem vai jogar – só as datas e locais das três primeiras partidas da seleção brasileira já estão marcadas. O sorteio dos grupos acontece em 6 de dezembro, na Bahia. Só depois da definição da tabela é que começa a segunda etapa das vendas. A meia-entrada para estudantes só vale para a categoria 4. Idosos podem pagar meia também nos outros setores. Os torcedores de outros países vão pagar a partir de 90 dólares pelas entradas, já que não podem concorrer aos bilhetes da categoria 4, dos ingressos populares, restritas aos brasileiros. Pelo câmbio desta sexta, o ingresso mais barato para os visitantes é equivalente a 200 reais, por entradas de categoria 3 para os jogos da fase de grupos. O ingresso sai por 20 reais a mais que o preço cobrado dos brasileiros.

Os bilhetes de categoria 1 dão acesso aos melhores lugares do estádio, nas laterais do gramado. As categorias 2 e 3 ficam nos cantos do campo e atrás dos gols, onde também serão distribuídos os portadores de ingressos populares da categoria 4. Além do preço reduzido para os setores populares, outro efeito dos ataques sofridos pela Fifa no mês passado – como pichações e cartazes contra a entidade em meio à onda de manifestações que se espalhou pelo país durante a Copa das Confederações – foi a promessa de que a distribuição dos bilhetes vai melhorar para a Copa do Mundo. O diretor de Marketing da entidade, Thierry Weil, anunciou em São Paulo que os centros de distribuição de ingressos, onde os torcedores devem retirar as entradas compradas pela internet, serão mais numerosos e terão localização mais conveniente. Para evitar que os torcedores enfrentem as longas filas observadas no mês passado, a Fifa propõe, por exemplo, espalhar centros de ingressos por todos os aeroportos das doze sedes.

Dicas para como aumentar suas chances na compra dos Ingressos para a Copa:

Escolha os jogos certos

É claro que as partidas mais importantes são as mais concorridas – todo mundo quer estar na abertura, na final e nos jogos da seleção brasileira. Quem decidir tentar a sorte nessas datas precisa saber que está disputando um lugar com muita gente. O ideal é entrar no sorteio por uma ou duas entradas desse tipo, mas tentar a sorte também nos jogos menos badalados da fase de grupos.

Aposte na pré-venda

Se você tem um cartão Visa, vale a pena tentar a compra logo na primeira fase de comercialização das entradas. Os jogos ainda não estarão definidos, mas todos sabem quais serão as datas das partidas da seleção, que está no grupo A.

Esqueça da categoria 4

A não ser que você se encaixe num dos grupos de compradores preferenciais – estudantes com carteirinha válida, idosos e beneficiários do Bolsa Família -, não é bom negócio concorrer aos bilhetes populares para o torneio. Eles são mais baratos, mas boa parte está reservada a esses três grupos. Isso significa que sua chance de ser sorteado diminui consideravelmente – afinal, há dezenas de milhares de pessoas na sua frente, por causa dos critérios de preferência adotados pela organização.

Tente sedes menores

É evidente que cada sede terá um volume enorme de inscrições de moradores do próprio município. Se você pode aproveitar para viajar no período do torneio, uma boa opção é tentar ingressos em sedes menos populosas – e, portanto, menos concorridas. São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, deverão ter uma enorme disputa pelos bilhetes.

Não recorra a cambistas

A Fifa adota uma série de mecanismos para desencorajar a revenda de bilhetes. Quem é sorteado precisa, por exemplo, entregar com antecedência o nome de quem usará cada entrada, que é intransferível. Achar que é mais fácil encontrar um revendedor é se iludir. É bem possível que você esteja pagando por um ingresso que não existe, que foi falsificado ou que foi cancelado pela Fifa. Além disso, os valores praticados por quem tenta revender os ingressos de Copa costumam ser extorsivos.

fonte : Veja

14jul

Você politicamente se posiciona de Esquerda ou Direita?

Com frequência, quando nos referimos a ideologias políticas ouvimos os termos “eu sou de direita” ou “eu sou de esquerda“, mas o que representa cada um deles? Você é de direita ou de esquerda? Esse artigo tenta ilustrar um pouco a diferença entre eles, e assim, ajudar você a ter uma melhor ideia sobre o lado que você está posicionado e também, o lado que os candidatos estão posicionados. Leia Mais »

13jul

Brasileiros acreditam que partidos políticos são “corruptos ou muito corruptos”.

Tantos escândalos filmados, provados e registrados. Tantos crimes não julgados. Tanta coisa errada que fez com que os brasileiros ficassem desacreditados com a política, pior do que isso, a população está generalizando os políticos como ladrões, como gente da pior espécie.

Aquelas pessoas estão lá por vontade popular, por falta de educação na hora de votar talvez. Fato é que se as pessoas do bem ficarem longes da política popular, então, nossa sociedade não terá chance de mudar! Já diz o ditado:

“QUANDO OS GATOS SAEM, OS RATOS FAZEM A FESTA”.

Pesquisa da Transparência Internacional divulgada nesta terça-feira mostra também desconfiança da sociedade no Congresso

Pesquisa da Transparência Internacional divulgada nesta terça-feira mostra também desconfiança da sociedade no Congresso

Saiu em notícia essa semana a seguinte reportágem do “O Globo“.

Para 81% dos brasileiros, partidos são ‘corruptos ou muito corruptos’

  • Pesquisa da Transparência Internacional divulgada nesta terça-feira mostra também desconfiança da sociedade no Congresso

BRASÍLIA — Pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Organização Não Governamental (ONG) Transparência Internacional revela que 81% dos brasileiros acreditam que partidos políticos são “corruptos ou muito corruptos”. O Congresso Nacional aparece em seguida entre as instituições mais desacreditadas pela população, com 72%. O estudo faz parte do Barômetro Global da Corrupção 2013.

Além dos partidos e do Congresso, o levantamento indica ainda que 70% dos entrevistados creem que a polícia também é afetada pela corrupção e outros 55% o sistema de saúde. O Poder Judiciário aparece na lista com 50% de desconfiança, seguido pelo funcionalismo público, com 46%; imprensa, 38%; ONGs e setor privado, 35%; igreja, 31%; e militares, 30%.

O levantamento ouviu 114 mil pessoas em 107 países — em 51 deles a população diz acreditar que a corrupção atingiu os partidos —, no período de setembro de 2012 a março de 2013, e mostra que a corrupção é um fenômeno amplo. É a oitava versão da pesquisa sobre o mesmo tema, envolvendo vários países. No Brasil, foram 2.002 entrevistados.

Clique aqui e veja quais são as instituições consideradas mais corruptas no mundo e compare a percepção de corrupção do brasileiro com a média global.

‘As manifestações representaram tudo isso’, diz Abramo

Em 2010, segundo a Transparência Internacional, a percepção do aumento da corrupção chegava a 64% dos brasileiros. No levantamento atual, o setor público brasileiro atingiu nota de 4,6 no grau de corrupção, numa escala de 1 a 5.

— As manifestações que ocorreram no Brasil representaram tudo isso. E com razão. O noticiário político só aparece nas páginas policiais. O Brasil é um país onde não se discute política, se discute apenas o crime — afirmou Cláudio Abramo, diretor-executivo da ONG Transparência Brasil.

Para Abramo, a lentidão no julgamento de processos reflete o resultado referente ao Poder Judiciário:

— A Fundação Getúlio Vargas também faz pesquisas e os resultados mostram que a população critica, mas ainda recorre à Justiça para resolver suas pendências. A lentidão é um problema. Os brasileiros perdem a confiança nas instituições porque os representantes se comportam mal. A Justiça, por sua vez, não oferece bem o serviço.

O deputado federal Miro Teixeira (PDT-RJ) lembra que há três anos entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a Lei 12.034/09, a chamada minirreforma eleitoral, já sancionada pela presidente Dilma Rousseff. O parlamentar questiona diversos dispositivos da norma, que alterou a legislação eleitoral vigente no país a partir das eleições de 2010. O relator é o ministro Luiz Fux.

— Há uma desconfiança da população com o sistema eleitoral brasileiro. Esse estudo reflete corretamente a realidade. Por isso, recorremos ao STF para tentar mudar esses fatores que atropelam a Constituição. Os partidos políticos vão receber este ano R$ 330 milhões do fundo partidário. São recursos públicos. E ainda pagam pela propaganda no rádio e na televisão. Muitas vezes, esses partidos negociam esses horários com governadores e prefeitos em troca de nomeação de cargos — afirma Miro Teixeira.

Ricardo Caldas, professor de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), conta que os índices de descrédito do cidadão com partidos políticos e com o Congresso se agravou nos últimos anos.

— Fiz pesquisa que mostrou que 85% do brasileiro não confia em políticos. Ou seja: a população está desacreditada por causa da corrupção — ressalta Caldas.

68% dos entrevistados estão dispostos a denunciar a corrupção

Outra constatação é que 68% das pessoas estão dispostas a denunciar casos de corrupção. Mas esse percentual é menor que a média mundial, de 80%. Além disso, 44% dos brasileiros afirmaram que não denunciam os corruptos por medo. Dos entrevistados, 27% admitiram que pagaram suborno para ter acesso a serviços públicos e instituições no último ano.

O trabalho da Transparência Internacional mostra ainda que dois terços daqueles que receberam propostas de suborno negaram a oferta, sugerindo, segundo os pesquisadores, que os governos, a sociedade civil e o setor empresarial devem intensificar seus esforços para conseguir que as pessoas contribuam para reverter a corrupção.

A presidenta da Transparência Internacional, Huguette Labelle, disse que os índices de suborno em nível mundial ainda são elevados, mas o fato de o cidadão querer combater a prática e a corrupção em geral deve ser avaliado como positivo.

O Barômetro Global da Corrupção 2013 alerta também que em vários países os entrevistados demonstraram não confiar nas instituições encarregadas de combater a corrupção e outros delitos. Em 36 países, eles citaram a polícia como o setor mais corrupto. Nos mesmos locais, a polícia é apontada como responsável por 53% dos pedidos de suborno.

Em 17 países do G20 (grupo das nações mais desenvolvidas do mundo), 59% dos entrevistados disseram que os governos atuam adequadamente no combate à corrupção. Para os entrevistados de 51 países, os políticos são os mais corruptos. Nos mesmos países, 55% dizem acreditar que o governo defende interesses particulares.

Em 2008, quando o mundo era atingido pela crise econômica, 31% dos entrevistados demonstravam confiança no governo no que se referia às medidas para reagir aos efeitos. Mas a pesquisa recente mostra que o percentual caiu para 22%.

 

13jul

Entenda a diferença entre Ciclovia, ciclofaixa e ciclorrota

Cada vez mais percebemos a necessidade de reduzirmos os carros particulares e partirmos para um meio de transporte alternativo, ecoamigável, sustentável, saudável e barato. Vimos e assistimos a diversas pesquisas sobre como é muito melhor usar bicicleta ao invés de ônibus, ou como elas ocupam muito menos espaço, sem contar nos seus outros inúmeros benefícios.

Espaço que 60 pessoas ocupam no trânsito

Espaço que 60 pessoas ocupam no trânsito

Dessas diversas discussões, sempre falam na construção de ciclovias e ciclofaixas, mas também eu já ouvi (e li) até os termos “ciclorrota” (ou ciclo-rota) e espaço compartilhados… Mas qual é a diferença?

Leia Mais »

8jul

Segundo a Fifa, só 3% dos ingressos foram comprados por estrangeiros

O turismo durante na Copa das Confederações não alavancou como se era esperado ( esperado pela presidente, pelos comerciantes que trataram de super faturar os preços, e dos cambistas e oportunistas de plantão).

Durante esse período de pré- Copa das Confederações, pudemos presenciar em várias reportagens como os turistas são tratados como “idiotas” no Brasi. O Brasil, de norte a sul, não sabe muito bem como tratar os turistas estrangeiros. Arrisco-me a dizer que aqui não sabemos nem mesmo tratar direito os brasileiros!

Dá uma olhada no Kikão (Hot-Dog) padrão FIFA – R$ 8,00!

Pão Velho, Salsicha de péssima qualidade e recheio de Vento.
Os organizadores, fingem não ver.  A população reclama, mas, com fome, acaba comprando.  Enquanto isso, a FIFA só se preocupa com a contabilidade. Imagina na Copa…

Inacreditável esse cachorro quente que está sendo vendido nos estádios. Imagina na Copa…

Inacreditável esse cachorro quente que está sendo vendido nos estádios.
Imagina na Copa…

Leia Mais »

© Copyright 2013-2020, Todos os Direitos Reservados