8fev

Nota de Esclarecimento do Deputado Francisco Souza

Compartilhe com os amigos!
19Compartilhamentos

Apenas 2 deputados se negaram a assinar a petição de CPI da Pedofilia, o deputado Francisco Souza (PSC) e a deputada Vera Castelo Branco (PTB).  Hoje de manhã, recebi essa NOTA DE ESCLARECIMENTO em relação à recusa do Dep. Francisco Souza de não assinar a instauração da CPI… Leiam e deixem seus comentários.O Deputado Estadual Francisco Souza Presidente do PSC Amazonas e Presidente da Comissão de Turismo e Empreendedorismo (Ctur), da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas(Aleam), esclarece que não é contra a CPI da pedofilia, mas acredita que a instauração de uma CPI em ano eleitoral tem cunho político.

Tendo em vista que os Poderes legalmente constituídos tais como o Ministério Público, Poder Judiciário, Polícia Federal e Polícia Civil estão dando prosseguimento às investigações e denúncias pertinentes ao caso. Uma vez que diante de todo o conjunto probatório colhido pelos órgãos acima citados o Deputado Francisco Souza almeja que esta CPI alcance o resultado para a qual se destina.

Na oportunidade destaca uma Lei pioneira de sua autoria na Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Amazonas. Lei N° 2.686 de 2001, publicado em 18 de outubro de 2001, (Dispõe sobre a criação da Campanha Anual de Combate a Violência e Exploração Contra Crianças e Adolescentes no Estado do Amazonas).

O Deputado Estadual Francisco Souza preside ainda o Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp) no Amazonas que defende as bandeiras a favor da família, da vida, contra drogas e contra a pedofilia.

Dep. Francisco Souza (PSC) e Dep. Vera Castelo Branco (PTB)
Se negaram a assinar o pedido de CPI contra a Pedofilia

Comentários

Compartilhe com os amigos!
19Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim. Em meu blog escrevo sobre Marketing Digital, Conteúdos Criativos, Empreendedorismo, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões sobre Política e outras coisas mais.
© Copyright 2013-2020, Todos os Direitos Reservados