19fev

Como desbloquear sites e páginas bloqueadas e por que isso pode ser útil?

Compartilhe com os amigos!
0Compartilhamentos

Já aconteceu de você precisar acessar uma página para obter uma informação importante e ela ser bloqueada pela rede da sua universidade ou do trabalho? Ou você viajar para o exterior e não ter acesso a seus filmes preferidos na Netflix?

Como desbloquear sites e páginas bloqueadas e por que isso pode ser útil? / Foto : Divulgação

Estes são apenas alguns dos exemplos de como o bloqueio de sites pode ser incômodo para os usuários da internet. Por sorte, existem alternativas fáceis para contornar este problema, confira quais são:

Como desbloquear as páginas?

VPN

Uma forma de desbloquear os sites, é através de uma VPN (Rede Privada Virtual), que gerencia todo o tráfego de Internet que você recebe, adicionando uma camada extra de proteção através do serviço de criptografia e além disso, atribui um endereço IP diferente para o seu dispositivo, geralmente de outro país.

Assim, você consegue navegar anonimamente, burlar todas as restrições impostas e acessar os sites bloqueados, pois, como a maioria dos bloqueios ocorre por restrição de região, a mudança do endereço IP, libera o conteúdo do site automaticamente, pois ele entende que você está acessando de outro local.

TOR

TOR é um navegador anônimo que roteia seu tráfego online através de muitas camadas de criptografia, o que permite que você navegue de forma anônima e protegida de terceiros assim como a VPN, porém, a velocidade é extremamente lenta quando comparado com a rede privada virtual.

Mudança de protocolo

Alguns bloqueios de sites se dão de maneira simples, em que é utilizado apenas uma listagem de URLs para inibir o acesso dos usuários, desta forma, basta alternar os protocolos de endereço do site (https ou http) que o problema é resolvido.

Encurtador de URL

Este caso também é válido para locais que utilizam uma restrição básica (geralmente escolas e universidades), assim, se você quer navegar no facebook, por exemplo, basta copiar o link, utilizar um encurtador de URL como o bityli.com e cutt.ly e copiar o endereço novo fornecido.

Quais as razões desses bloqueios ocorrerem?

Bom, já listei algumas soluções para você tentar resolver o seu problema, agora vamos entender um pouco mais o porquê dos sites serem bloqueados e em quais situações as dicas acima podem ser úteis.

Geolocalização ou bloqueio geográfico

Devido a restrições de direitos autorais, nem todos os títulos dos canais de streaming, músicas ou programas de TV estão disponíveis para todos os países. Por isso, existem vídeos do Youtube que você não tem permissão para assistir, o catálogo da Netflix é modificado quando você está viajando para outro país e você não tem acesso a serviços de streaming como o Hulu ou BBC iPlayer (que está disponível apenas no Reino Unido).

Redes sociais nas escolas e no trabalho

Tem universidades e locais de trabalho que não aprovam o uso de redes sociais para fins privados por alunos e funcionários. Por isso, cria filtros para impedir que os usuários da rede tenham permissão para utilizar estes sites. Assim o Whatsapp, Facebook e até mesmo o Gmail costuma ser bloqueado por estes filtros.

Filtros do Wi-Fi público

Se você é adepto do Wi-Fi público (e te indico utilizá-lo com bastante cuidado para a segurança das suas informações), os filtros utilizados nas escolas e no ambiente profissional também podem ser aplicados aqui, porém com a intenção de restringir sites que demandam bastante consumo de internet, como streaming de vídeo e jogos pesados.

Censura governamental

Tem governos como a Rússia, China e outros que bloqueiam o acesso a aplicativos bastante utilizados por aqui. Assim, caso você esteja viajando a trabalho para o local, não conseguirá ter acesso aos principais apps de comunicação devido a este tipo de restrição.

Comentários

Compartilhe com os amigos!
0Compartilhamentos

Sobre Marcus Pessoa

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e em meu blog escrevo sobre Cidades Inteligentes, Marketing Digital, Curiosidades do Amazonas, Manaus de Antigamente além de dar minhas opiniões e Pitacos sobre coisas do cotidiano que interferem diretamente na vida de todos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

© Copyright 2013-2021, Todos os Direitos Reservados