Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

Redes Sociais serão sem dúvida a principal Arena de 2014. Serão nas redes sociais que os partidos terão mais razões para se expor, para se defender, para contra atacar e atacar. Serão nas redes sociais que os eleitores poderão se aproximar do seu candidato.

Quem não tiver isso em mente, ficará muito para trás, e não adianta confiar na “fidelidade” do eleitorado, nas redes sociais, assim como no mundo real, o conteúdo patrocinado (comparado a disseminação via tv/rádio) será massivamente visto, enquanto o conteúdo “orgânico” será o famoso boca a boca.

Pode ganhar quem investir mais e melhor. Pode ganhar quem tiver o melhor conteúdo e maior poder de patrocínio, mas principalmente, a maior chance de se vencer é quem souber usar melhor a consciência coletiva a seu favor.

Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

O desespero do PT através das redes sociais

Com uma publicação extremamente grosseira e ofensiva, a campanha de 2014 começa a dar as caras pelas redes sociais.

O Partido dos Trabalhadores, através do post “A Balada de Eduardo Campos” demonstra a falta de respeito que terá pelos adversários ao chamá-lo de : um candidato a presidente da República – sem projeto, sem conteúdo e, agora se sabe, sem compostura política.