Sobre a vinda do Papa Francisco ao Brasil

Papa Francisco visitará o Brasil e os custos assustam os ateus

Papa Francisco visitará o Brasil e os custos assustam os ateus e os crentes

No início dessa semana saiu noticiado no jornal do “O Globo” uma matéria interessante sobre os investimentos em segurança nacional para a vinda do papa Francisco em julho, durante a Jornada Mundial da Juventude. Porém, algumas outras páginas republicaram de maneira tendenciosa da seguinte forma.

[hana-code-insert name=’Google’ /]

O papa Francisco estará visitando o Brasil no mês de julho quando participará da 26ª Jornada Mundial da Juventude. A primeira visita do papa ao país vai custar R$118 milhões aos cofres públicos segundo noticiou o jornal “O Globo”.

Esse dinheiro virá do governo federal, municipal e estadual. O Federal gastará R$62 milhões, quase metade desse valor será apenas para ações de segurança. O governo estadual gastará R$28 milhões e o municipal também desembolsará R$28 milhões para receber o pontífice.

O jornal diz que as autoridades justificam os gastos com a quantidade de pessoas que devem participar do evento. A expectativa é reunir milhões de pessoas na capital fluminense durante os seis dias de eventos.

A Jornada Mundial da Juventude vai acontecer entre 23 e 28 de julho.

O que acontece é que as pessoas editam as notícias como bem entendem. Na própria noticia vem os seguintes pontos que devem ser levados em consideração:

[hana-code-insert name=’Google2′ /]

  1. O governo federal vai instalar baterias antimísseis no Rio durante a visita do Papa Francisco, em julho. O arsenal, que também foi usado durante a Rio+20, quando mais de 100 chefes de Estado passaram pelo Rio, faz parte de um plano de combate ao terrorismo que o governo está preparando para proteger a região onde será realizada a 26ª Jornada Mundial da Juventude, em Guaratiba.
  2. Os gastos com defesa estão orçados em cerca de R$ 27,5 milhões. Desse total, R$ 26,3 milhões serão gastos em custeio, dinheiro para deslocamento de tropas, compra de combustível e aluguel de banheiros químicos, por exemplo. O restante, R$ 1,2 milhão, será para investimento como treinamento de pessoal e aquisição de programas de informática.
  3. O Ministério da Defesa argumenta que os investimentos deixarão uma herança que será usufruída pela população. Parte dessa verba será empregada na compra de equipamentos de uso permanente das Forças Armadas. Com a vinda do Papa, serão adquiridos programas de defesa cibernética, munição para armas não letais e material de primeiros socorros.

O auê que se cria, é que as pessoas acham que será dinheiro jogado fora. Pura inocência! Vocês acham que o Brasil seria capaz de investir 118 milhões de reais e não ter nada em troca? Vocês tem certeza que são brasileiros mesmo?!

Quem trabalha na organização do evento pelo governo justifica os gastos lembrando o caso de Madri, sede da jornada em 2011, quando 2 milhões de peregrinos se reuniram na capital espanhola. Os gastos do governo também ultrapassaram R$ 100 milhões, mas a arrecadação gerada pelos jovens no país superou as despesas em 200%.

A vinda dele está sendo custeada pela igreja católica, justamente com o dinheiro da Jornada Mundial da Juventude, aliás, esse valor que foi noticiado é para proteger um chefe de Estado, e já faz parte de um Plano Nacional de Segurança Contra Terrorismo.  Esse plano está em evolução constante, foi usado no Rio+20, foi usada na Copa das Confederações, será usado na Jornada Mundial da Juventude e além da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

O papa Francisco não vem à passeio pro Brasil, ele vem evangelizar. Você pode não aceitar, é um direito seu, mas a população brasileira é majoritariamente cristã (87%), sendo sua maior parte católica (64,4%).

Com a vinda do papa ao Brasil, virá outros católicos do mundo inteiro também. o papa Francisco lidera cerca de 115 milhões de católicos (ou seja, mais de um sexto da população mundial e mais da metade de todos os cristãos ), distribuídos principalmente na Europa e na América.

Os hotéis no Rio de Janeiro já estão todos lotados, isso significa retorno financeiro para a cidade, estado e nação, retorno de infraestrutura, retorno de segurança e retorno principalmente com turismo, além de um país com mais amor religioso e mais fé!

E pra concluir a seguinte lista de argumentos.

  1. 64% dos brasileiros são católicos que pagam 4 meses de impostos. Nossos impostos como católicos está custeando.
  2. A vinda do papa é custeada pela inscrição da jornada.
  3. Segurança é mais que obrigação do governo, afinal 75% jornada são estrangeiros, logo o governo deve garantir a segurança deles.
  4. TODO PAPA É, ALÉM DE LÍDER MÁXIMO DOS CATÓLICOS, CHEFE DE ESTADO E DE GOVERNO. Portanto é dever civil de todo Estado que acolhe o Papa (enquanto Rei) oferecer-lhe a segurança máxima para sua vida, assim como é mesmo dever oferecer a QUALQUER OUTRO que faça visita oficial ao país., não é preciso ser inteligente para ter este conhecimento.
  5. Além do mais os ganhos com a vinda do Papa ao País será em torno de mais de R$ 300 milhões. Em 2011 quando Obama veio ao Brasil foi gasto 120 milhões por DIA, sem lucros. Estranho né? E isso ninguém critica.
  6. Não há nenhum investimento do governo na Jornada. Entenda, o investimento do governo é na segurança do papa como Chefe de Estado e líder espiritual. Os Peregrinos que vêm serão acolhidos em Casas de Família, em alguns alojamentos públicos como casas de festa, escolas particulares e escolas estaduais. Nessas, toda a responsabilidade será da Paróquia que estiver na sua ‘coordenação’, não havendo nenhuma participação dos órgãos governamentais em limpeza ou manutenção.
  7. O Papa ficará hospedado no Sumaré, que é mantido pela Arquidiocese do Rio de Janeiro.
  8. Todos os gastos da Jornada estão sendo custeados pelo próprio Instituto Jornada Mundial da Juventude, por meio de contribuição dos católicos, voluntários e Peregrinos, que pagaram pela inscrição e ainda contribuíram com um Fundo de Solidariedade, que está destinado a colaborar na construção de toda a Jornada.

O dinheiro que será gasto pelos governo Federal, Estadual e Municipal com a vinda do Papa ao Brasil para a JMJ RIO 2013 será investido na melhoria da segurança, transporte e infraestrutura. Ao invés dos governos estarem reclamando eles estão “adorando” pelo fato de que isso irá melhorar o transporte do Rio (que é precário), a segurança (como a instalação de UPP’S nas favelas) e o mais importante (para os governos): IRÁ AUMENTAR A ECONOMIA E O TURISMO tanto no Estado quanto na cidade do Rio de Janeiro.

Quantos jovens (não só) irão querer voltar para o Rio de Janeiro? Quanto os jovens não irão gastar na cidade? Por exemplo, uma pesquisa feita disse que DURANTE DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE os restaurantes ganham em 5 dias o que eles ganhariam em 5 meses. A Igreja irá arcar com suas próprias despesas.

Até mesmo, a Arquidiocese do Rio contratou 2 mil seguranças particulares que serão pagos com o DINHEIRO DA IGREJA para a segurança dos peregrinos durante a Vigília e a Missa de Envio no Campus Fidei. Além disso, isso é “pouco” pelo que o governo terá que investir com a Copa do Mundo em 2014 e com as Olimpíadas em 2016.

A #JMJRio2013 não trará gastos para o Rio de Janeiro, mas apenas lucros . Olhemos para todo comércio, infra estrutura, hotelaria, restaurantes, lojas…e muito mais, que serão beneficiados. Assim foi em todos os países por onde passou a Jornada.

E que venha o papa evangelizar esse povo e tirar o capiroto desses que não sabem interpretar um texto.

Fontes : 2

Pixel Show, maior evento da América Latina de arte e criatividade

Organizado pela Zupi, o Pixel Show 2012 foi considerado o quinto maior evento no mundo envolvendo economia criativa. Devido ao sucesso que o PS vem tendo ao longo dos anos, tudo ficou maior devido ao novo espaço no qual será realizado e, assim, em 2013 será considerado o maior da América Latina, se tornando o terceiro maior do mundo e o maior da América Latina. O PS13 será realizado nos dias 19 e 20 de outubro.

Com participação confirmada de artistas de renome nas áreas de ilustração, motion graphics, design gráfico, quadrinhos, 3D, artes visuais, graffiti, moda, cinema, games e, acredite, muito mais que isso, a conferência internacional ainda inclui workshops, live painting e feira de arte, criatividade, design e tecnologia.

Pixel Show, maior evento da América Latina de arte e criatividade www..pixelshow.com.br

Pixel Show, maior evento da América Latina de arte e criatividade
www..pixelshow.com.br

Quem quiser participar dos excelentes workshops promovidos pelo Pixel Show com artistas reconhecidos pelo público, deverá se inscrever pelo site quando as inscrições forem abertas. Com certeza o participante sairá aprendendo muito não apenas na teoria, como também colocando as mãos e a cabeça para trabalhar!

A feira que acontece no evento é aberta e gratuita ao público. Nela, os participantes poderão comprar revistas, roupas e acessórios, conhecer escolas de arte, etc. Sempre um sucesso!

A nona edição do evento acontece em São Paulo, no Clube A Hebraica, e aguarda 15 mil pessoas na feira e 3 mil pessoas no auditório assistindo às palestras, o dobro do ano passado quando o auditório reuniu cerca de 1.500 pessoas.

Os ingressos para a conferência (palestras) já estão à venda direto no site e este ano tem a novidade de serem 4 lotes e não apenas 2, trazendo um super desconto nos seus valores para o público já garantir os seus lugares! Há valores diferenciados dependendo da forma da inscrição: assinante da revista Zupi, estudante, profissional, grupos, etc… o mais vendido sem dúvida é o combo do ingresso+assinatura anual da revista ZUPI, garantindo 6 edições futuras da revista e o seu lugar na platéia da conferência de arte, design e criatividade!

Palestrantes confirmados:

Tipocali (Tipografia): Thiago Reginato é sócio do estúdio Maquinário – Laboratório Criativo e fundador do TIPOCALI. No período de 2011 e 2012, em que trabalhava na agência A10, deu workshops em diversos lugares e participou como palestrante no Ndesign, na ESPM, no Estúdio Catarina Gushiken, Semana Tipográfica Bauru, entre outros.

Seu objetivo com o TIPOCALI é cada vez mais conectar diferentes áreas da criação com a tipografia e a caligrafia, explorando e experimento novos produtos e serviços que beneficiem o mercado e a sociedade.

 

Techno Image (Ilustração Publicitária): O estúdio Techno Image é um grupo de profissionais originários das mais diversas áreas ligadas às artes gráficas. Trabalham com peças em 3D, pinturas, concept arts, ilustração a traço, manipulação de imagens ou o produto da soma de tudo isso. Em sua lista de clientes estão: Philips, Gol, Brastemp, Nike, Editora Abril, entre outros.

Bárbara Veiga (Fotografia): Bárbara deixou o Brasil em 2006 para embarcar em um navio da ONG Greenpeace com o sonho de construir um futuro melhor para o nosso planeta através de seu trabalho. Em 2012, ela voltou ao Brasil para fotografar a Amazônia, e reforçar a importância de preservá-la.

Suas fotos já foram publicadas em mídias como: BBC UK, The Guardian, New York Times, The Los Angeles Times, Vanity Fair, entre outros.

Mcbess (Ilustração): Mcbess, nascido Matthieu Bessudo, é um ilustrador francês que vive em Londres. Seu estilo mistura referências a desenhos animados antigos usando formas contemporâneas, símbolos e fontes, e seus desenhos frequentemente consistem de retratos dele mesmo cercado por um mundo surrealista cheio de comida e referências musicais como amplificadores, guitarras e letras de músicas.

Já apareceu em revistas famosas como Justapox, Illustrated Ape e Zupi, e fez parte de exposições realizadas em Londres, Hamburgo, Tóquio, Los Angeles e Chicago.

Mauricio de Souza (Quadrinhos): Mauricio de Sousa nasceu no interior de São Paulo e já rabiscava coisas durante sua infância nos cadernos e livros escolares. Aos 19 anos, mudou-se para a capital do estado e começou a trabalhar no Jornal Folha da Manhã (atual Folha de São Paulo). Depois de publicar tirinhas com diversos personagens já conhecidos – Bidu, Cebolinha, Franjinha… –, Mauricio lançou, em 1970, a revista Mônica, que atualmente é publicada pela Panini.
Entre quadrinhos e tirinhas, suas criações alcançam 30 países e o autor já alcançou o número de 1 bilhão de revistas publicadas. Mônica foi reconhecida como Embaixadora da UNICEF em 2007 e Embaixadora do Turismo Brasileiro em 2008.

Eduardo Srur (Intervenção Urbana): Eduardo Srur trabalha e mora em São Paulo e começou sua trajetória de artista visual com a pintura. A partir de 2002, passou a investigar novas mídias como a fotografia, escultura, video, performance, instalação e a intervenção urbana.

Atualmente, sua produção atual é voltada ao espaço público, onde ele realiza exposições temporárias que questionam o sistema social de forma crítica e bem-humorada, além de alterar a paisagem da cidade. Já expôs em diversas instituições culturais no Brasil e em países como França, Espanha, Inglaterra e Cuba.

Moment Factory (Mapping e Cenografia): A Moment Factory é um estudio especializado na concepção e produção de ambientes multimedia combinando vídeo, luz, arquitetura, som e efeitos especiais para criar experiências marcantes. Desde seu início em 2001, o estudio – que conta com mais de 110 colaboradores que ocupam o espaço de 20.000 metros quadrados em Montreal – já tem em sua bagagem mais de 300 eventos, shows e instalações ao redor do mundo para clientes como Cirque du Soleil, Disney, Nine Inch Nails, Céline Dion, Bon Jovi, Arcade Fire e Madonna.

Restam ainda 5 palestrantes a serem confirmados, totalizando os 12 que falarão ao público, em palestras de 1h de duração, durante o final de semana mais criativo do ano e fonte de referência e tendência para a Economia Criativa nacional e estrangeira.

>> Os palestrantes podem ser alterados sem aviso prévio, por motivos de força maior.

Onde será realizado:

CLUBE A HEBRAICA DE SÃO PAULO

Endereço:
Rua Dr. Alceu de Assis – Jardim Paulistano
São Paulo – SP

Dias 19 e 20 de Outubro de 2013.

Para mais informações entre em contato:

+55 11 3926-0174 / 5084-9040

[email protected]

[email protected]

[email protected]

 

Para ver os vídeos dos últimos 2 anos e também fotos em 360graus do auditório e da feira, acesse: WWW.pixelshow.com.br

Para mais fotos, acesse o http://www.flickr.com/photos/zupidesign e acessar o album Pixel Show ao lado direito.

 

Segue anexo e-news com os valores do segundo lote e como você pode pagar com 20% de desconto

valores do segundo lote, utilize o código labcriativo20% para pagar com 20% de desconto o valor do ingresso!!

 

Sobre o Grupo Zupi

A Zupi é um estúdio de design e editora com foco cultural que gerou um cross media focado em criatividade, arte, design e áreas correlatas, gerando inúmeros projetos culturais, entre os quais revistas, sites, newsletters, redes sociais, eventos, exposições, curadorias, concursos culturais e outros projetos especiais. Através destas ações, a Zupi tem por objetivo registrar, fomentar e incentivar a exposição da arte contemporânea a partir de canais multidisciplinares destinados a mostrar as tendências visuais mundiais e estimular o constante desenvolvimento dos artistas e designers brasileiros.

Entre as iniciativas mantidas pela empresa estão o portal www.zupi.com.br, a Zupi Academy, a Zupi.TV e a revista bimestral de criatividade Zupi. Além disso, o grupo conta com um braço editorial, a Editora Zupi, responsável pelo lançamento de livros e revistas com foco em artes plásticas, ilustração, fotografia e arte de rua, entre outros temas da Economia Criativa, publicando obras como Estética Marginal Volume I e o recém lançado Estética Marginal Volume II, que retrata a história da primeira geração do graffiti brasileiro.

A Zupi, criada em 2001, é ainda responsável pela realização do Pixel Show, evento anual que traz ao público nacional as novas tendências visuais globais e gera o debate de boas ideias. Nascido em 2005, já está em seu 9o ano e segue crescendo!

Para saber mais, acesse www.zupi.com.br, www.zupidesign.com, www.zupishop.com e www.pixelshow.com.br