Pelo 3º ano seguido a Apple é a marca mais valiosa na lista da Forbes

Houve-se especulações de que a Apple estaria em crise e declínio, principalmente após a morte do Steve Jobs em 5 de outubro de 2011. Porém, a Apple se demonstra ser uma empresa sólida. Pelo 3º ano consecutivo a maçã é marca mais valiosa lista da Forbes.
Microsoft e Coca-Cola estão no segundo e no terceiro lugar do ranking.
Publicação avaliou 200 marcas globais com presença nos EUA.

Pelo 3º ano seguido a Apple é a marca mais valiosa na lista da Forbes

Pelo 3º ano seguido a Apple é a marca mais valiosa na lista da Forbes

A Apple continua sendo, pelo terceiro ano consecutivo, a marca mais valiosa do mundo, segundo uma lista publicada nesta quarta-feira (6) pela revista “Forbes”, cujo pódio é completado por Microsoft e Coca-Cola.

O gigante tecnológico lidera o ranking com um valor estimado de US$ 104,3 bilhões, o que representa um aumento de 20% em relação ao ano passado e quase duas vezes mais que qualquer outra marca do mundo, detalhou a publicação em seu site.

Os responsáveis da “Forbes” destacam que a marca continua sendo a mais valiosa apesar de, desde 2010, se concentrar em melhorar produtos existentes em vez de lançar novos, e ter visto cair seu valor na bolsa em 45% nos últimos 12 meses.

No entanto, a Apple vendeu 33,8 milhões de iPhones no último trimestre, outros 14,1 milhões de iPads, 4,6 milhões de Macs, e 3,5 milhões de iPods, assim como 30 bilhões de músicas no iTunes desde seu lançamento em 2003.

A medalha de prata deste ano é para outro gigante tecnológico, a Microsoft, mas que fica pequena ao lado da Apple com um valor de US$ 56,7 bilhões, praticamente igual nos últimos três anos, no meio de sua transição do mundo do PC ao móvel.

A Microsoft teve margens operacionais de 34% em seu último ano fiscal e conta com um dos orçamentos para publicidade mais altos entre as empresas tecnológicas, com US$ 2,6 bilhões.

A medalha de bronze ficou com a Coca-Cola, a única empresa não tecnológica entre as cinco mais valiosas do mundo, com um valor estimado pela “Forbes” de US$ 54,9 bilhões.

Graças ao crescimento da Coca-Cola fora dos Estados Unidos, o fabricante de refrigerantes vendeu um total de 13,5 bilhões de caixas e aumentou suas vendas em 3% em relação ao ano anterior, o que representa metade das receitas da empresa.

Os responsáveis da publicação destacam também que a marca é a primeira que conseguir registrar um total de 50 milhões de ‘curtidas’ no Facebook, onde agora conta com 75 milhões de ‘amigos’.

O grupo informático IBM aparece no quarto lugar, com um valor de US$ 50,7 bilhões, seguido por Google (US$ 47,3 bilhões), McDonald’s (US$ 39,4 bilhões), General Electric (US$ 34,2 bilhões) e Intel (US$ 30,9 bilhões).

Em nono lugar se situa uma das principais rivais da Apple, a sul-coreana Samsung, a empresa que mais cresceu no último ano, até US$ 29,5 bilhões de dólares, e que viu seu valor aumentar 136% nos últimos três anos.

200 empresas
Para o estudo, a “Forbes” levou em conta mais de 200 marcas globais, mas que tivessem presença nos EUA, o que deixou fora colossos como o multinacional das telecomunicações Vodafone e a China Mobile, o maior operador de telefonia celular no mundo.

A lista inclui marcas associadas ao luxo como Louis Vuitton (10º), BMW (11º) e Mercedes-Benz (16º), a japonesa Toyota (14º), a gigante Disney (17º), a cervejaria Budweiser (19º), a Gillete (23º) e a Pepsi (25º).

As cem marcas mais valiosas do mundo estão distribuídas entre 15 países e em 20 categorias de indústrias, das quais a metade são dos EUA, na frente da Alemanha, com nove, França, com oito e Japão, com sete.

Fonte : G1

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Me interesso por Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.