O que fazer quando os pais seguem nas redes sociais

A dica de hoje é como reagir quando seus pais começarem a lhe seguir nas redes sociais. Com a popularização da internet, e a entrada da classe adulta e terceira idade nas redes sociais, muitos jovens estão começando a abandonar os seus sites favoritos devido seus pais estarem lhe seguindo.

Respire fundo e siga estas dicas para se manter são quando seus pais estão em todas as suas atualizações.

O que fazer quando os pais seguem nas redes sociais

O que fazer quando os pais seguem nas redes sociais

Há apenas um ano, meus pais, tios e tias, viviam longe das redes sociais, não possuíam smartphone e nem mesmo sabiam o que significava Whatsapp, Facebook ou Twitter. A vida era um sonho! Eles sabiam apenas como comunicar-se comigo através do Skype. Eu podia compartilhar milhares de aberrações, expor indiretas e enfim, compartilhar com os outros o que eu não poderia fazer em casa. Meus amigos poderiam me marcar em qualquer foto que eles estivessem bebendo e que eu segurasse as suas garrafas, sem ter que ficar me justificando. Eu poderia tirar fotos no Instagram de onde eu achasse esquisito ou achasse engraçado sem ter que ficar me preocupando com os comentários etc e tal.

Agora, esses dias ficaram pra trás. Com o excesso de jovens se suicidando por bullying virtual a preocupação dos pais aumentou consideravelmente e eles estão monitorando tudo que os filhos (mesmo que crescidos) fazem nas redes sociais, com quem eles interagem, quais grupos participam e principalmente, com quem eles andam.

Confesso que até hoje ainda me surpreendo quando vejo minha mãe mandando mensagem via Whatsapp pra mim…

Se você se sentir sufocado pelos seus pais, então, siga esses 4 passos.

···

Passo 1: Limpe seu espaço

Faça isso antes mesmo de deixar seus pais entrarem na sua morada online. Pense nisso como esfregar o chão do banheiro antes que eles venham a visitar o seu apartamento asqueroso em uma cidadezinha qualquer. Sim, eles ainda irão procurar um motivo para lhe incomodar, mas pelo menos não vai ser nada que os causem desmaios ou repúdios.

Passo 2: Aceite as suas solicitações de amizade/ seguidores

Eu sei, eu sei… Mas isso é algo que você TEM QUE FAZER!. Eu quero dizer, por que você não faria isso? Pense que seus pais são as pessoas que deram vida pra você! Por que você magoaria sua mãe?

Passo 3: Coloque algumas regras antes que seja tarde

Sabe aquele pai/mãe superprotetor que acha que pode comentar e defender o filho como se o filho fosse incapaz? Se seus pais são assim, então avisem-os para não comentarem/responderem onde eles não forem mencionados. Certa vez, um amigo meu postou uma foto dele e um outro amigo comentou: “Olha que cara de retardado”. Nesse exato momento o pai desse meu amigo, começou uma série de publicações na foto do tipo : “Meu filho não tem cara de retardado”, e foi até mesmo “Você é que tem cara de retardado”.
Por isso é importante vocês avisarem aos seus pais que isso não passa de brincadeira e que você sabe se defender…

Passo 4: Esteja preparado para se defender

Deixe claro que você não é apenas o “filho/filha”. Você é uma pessoa com personalidade. Você gosta de compartilhar as coisas e essas coisas não são necessariamentes para seus pais! Entenda que os pais são cegos pela nostalgia, então eles só enxergam você como um bebê, uma criança indefesa.. Qualquer coisa que você faça, seus pais podem lhe questionar, e então é necessário você se defender e explicar que você é uma pessoa crescida e que sabe muito bem o que está fazendo.

Em resumo, tenha muita paciência, mas saiba por certos limites.

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Me interesso por Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.