O Pão de Açúcar como você nunca viu antes

Uma foto que está circulando em redes sociais tem deixado alguns internautas com um ponto de interrogação na cabeça. Publicada no meio do mês de fevereiro de 2014, a imagem mostra, como ela mesmo se autodenomina, “Pão de Açúcar inédito”.

Foto seria imagem nova do Pão de Açúcar com abismo próximo

Foto seria imagem nova do Pão de Açúcar com abismo próximo

A foto, que teria sido tirada a uma longa distância, mostra que há um abismo nos arredores do morro. Além disso, mostra uma água do mar quase transparente. Com certeza, uma bela foto. Junto à imagem está o seguinte texto:

UM PÃO DE AÇÚCAR INÉDITO!!!

Imagem obtida Pelo Pessoal Indústria de Petróleo e Gás, publicada Pela Universidade de São José do Campos

A morfogênese da baía de Guanabara é bastante intrigante . A profundidade na praia Vermelha chega a – 300 metros (fachada oceânica).

Obrigado, DEUS!!!

É inegável que a imagem realmente é muito bonita. E a dúvida que algumas pessoas tiveram é se ela é verdadeira. A resposta é categórica: não. Primeiramente, as informações que estão no texto são completamente desconexas.

Não existe Universidade de São José dos Campos. Logo não existe Pessoal Indústria de Petróleo e Gás desta universidade. Porém, este é um engano do autor da imagem. Em vez de “USJC”, na realidade a imagem ilustra o cabeçalho de um blog da Unip da cidade paulista. E claro, não há nenhuma citação no blog de que esta imagem é uma foto “tirada” por alunos.

Além disso, o texto contradiz totalmente a imagem. De acordo com dados coletados na web, o Pão de Açúcar (um dos principais destinos turísticos do Rio de Janeiro) tem 396 metros de altura. A imagem mostra um abismo muito maior do que a altura do morro no mar do Rio de Janeiro. Ou seja, é impossível que a foto seja verdadeira se a profundidade for 300 metros.

Por fim, a lógica. A “foto” mostra um ângulo como se o Pão de Açúcar estivesse em um aquário. Nem a mais moderna câmera fotográfica do mundo conseguiria tirar uma foto neste ângulo. Se tirada de fora da água, seria impossível ver o fundo do mar. Se fosse tirada abaixo d’água, seria impossível uma imagem tão nítida do morro.

Com esses indícios, podemos afirmar que a imagem não é verdadeira. Ou seja, é mais uma fotomontagem que circula na internet.

 

Investigação por : Boatos

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Me interesso por Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.