Mulher vive de carinho

Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um ‘eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Flores também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

Respeite a natureza. Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia. Não faça sombra sobre ela. Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. Só tem mulher quem pode!

Luiz Fernando Veríssimo

Mulher vive de carinho

Mulher vive de carinho


Lindo texto, mas um pouco desatualizado para a atual realidade em que vivemos.

Eu substituiria a palavra utilizada “mulheres”, por SERES HUMANOS… Nós homens também precisamos de tudo isso e mais um pouco!

Hoje em dia eu arrisco dizer que conheço mais homens buscando relacionamentos sólidos de companheirismo, amor e carinho, do que mulheres no geral.

A cada dia encontramos com mais facilidade, mulheres largando os seus relacionamentos para viver ‘intensamente’ por ai. Trocando de parceiros diariamente. Lotando as casas noturnas com seus vestidos curtos. Explorando cada vez mais sua sexualidade. E deixando de lado aquelas borboletas no estômago, que até pouco tempo atrás ainda não eram consideradas antiquadas e fora de moda!

Sei que ainda existem mulheres decentes, com valores incríveis e admiráveis. Assim como também existem esses homens. Mas a cada dia, sinto que infelizmente estamos virando uma minoria. O tal papo de liberdade, esta virando sinônimo de orgia, mas enfim… É apenas a minha humilde opinião, espero que ninguém interprete de forma negativa!

Marcus Pessoa

Eu sou manauense (ou manauara como preferir), graduado em Design de Interface Digital e atualmente curso mestrado em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Trabalho na Zodiak Active com gerenciamento de conteúdos de mídias sociais a nível global, e fundei o Lab Criativo, uma empresa responsável por presença online de empresas. Me interesso por Mídias Sociais Digitais, Branding, Política e Gestão de Conteúdos Web, além de monitoramento de Marcas e Mercados.


Tem mais aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Current ye@r *