Manual francês alerta turistas para perigos no Brasil

Nesta terça-feira (25/2). o governo francês lançou um hotsite com um guia de como os estrangeiros devem se portar durante a estada no Brasil. O estudo mostra excesso de problemas registrados no país e explica o que fazer para evitá-los.

Mapa do Brasil mostra os locais que turistas devem evitar. Em vermelho - Oficialmente desaconselhado. Laranja - Aconselhado apenas em razões de necessidade. Amarelo - Vigilância reforçada. Verde - Vigilância normal

Mapa do Brasil mostra os locaisMapa do Brasil mostra os locais que turistas devem evitar. Em vermelho – Oficialmente desaconselhado. Laranja – Aconselhado apenas em razões de necessidade. Amarelo – Vigilância reforçada. Verde – Vigilância normal que turistas devem evitar. Em vermelho – Oficialmente desaconselhado. Laranja – Aconselhado apenas em razões de necessidade. Amarelo – Vigilância reforçada. Verde – Vigilância normal

Para o Amazonas, sobrou ser englobado com os Estados vizinhos de fronteiras, alí, de acordo com o estudo, a insegurança está ligada ao tráfico de drogas e vários movimentos insurgentes.

A pesquisa informa que, em Brasília, sequestros relâmpagos podem ocorrer a qualquer momento “do dia ou da noite”. De acordo com o estudo, os sequestros ocorrem, principalmente, na periferia da capital do país – e ressalta que se trata de uma das mais violentas do Brasil.

O estudo dá conselhos aos turistas sobre como agir em Brasília. De acordo com o site, o turista não deve estacionar em locais com pouco movimento e baixa iluminação. O visitante também deve verificar o ambiente antes de entrar e sair de algum veículo.

O estudo avisa ao turista que, em caso de agressão, não deve reagir, nem tentar fugir, “manter a calma e evitar qualquer provocação”. Os franceses devem ficar atentos a possíveis extorsões que podem vir a sofrer nas rodovias brasileiras, principalmente aquelas que dão acesso ao Amazonas, Acre, Rondônia e Mato Grosso.


Cariocas “hábeis”, mesmo desarmados

O estudo tratou de outras cidades turísticas no Brasil. Em Recife, os turistas devem evitar algumas praias, por causa dos conhecidos ataques de tubarões na capital pernambucana.
No Rio de Janeiro, os visitantes devem permanecer atentos às fraudes em cartões de créditos, preferindo realizar saques em caixas eletrônicos. Os franceses devem ter precaução para realizar os passeios turísticos no Rio, em que apesar de os cariocas “não estarem armados, são hábeis”, recomenda o site.

Além de informar sobre as cidades, a pesquisa avisa sobre o período de carnaval no Brasil. Fala em “festa tradicional e violenta”. Por causa da concentração de pessoas, a pesquisa considera inevitável que haja “incivilidade”.

Dans les zones frontalières, l’insécurité est liée au narcotrafic et à divers mouvements insurrectionnels. Des exactions ne sont pas à exclure, par débordement, sur certaines voies de communication ou agglomérations, dans les Etats brésiliens limitrophes d’Amazonas, Acre, Rondonia et Mato Grosso.

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Me interesso por Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.