Conheça o primeiro azarado a perder o seu Google Glass

Mal começou a circular o Google Glass e já tem gente perdendo. Uma das realidades com Google Glass é que, quanto mais você usá-lo, mais chance você tem de perdê-lo.

Luke Wroblewski (foto acima, à direita) sabe disso muito bem. O designer  de produtos , através do seu twitter, ele informou que  perdeu o seu Google Glass , o que, de acordo com o Google, foi o primeiro a perder esses óculos futurista.

Luke Wroblewski (a direita) foi o primeiro azarado a perder o seu Google Glass

Luke Wroblewski (a direita) foi o primeiro azarado a perder o seu Google Glass

[xyz-ihs snippet=”01mp”]

“[É] muito desesperador. É um item caro e ainda raro – e eu tenho de usá-los para desenvolver minhas obras.” disse ele.

Wroblewski, que não estava usando o dispositivo quando ele perdeu, disse que caiu da sua bolsa enquanto passava pela segurança do aeroporto. “[Eu] vou colocá-los em um bolso com zíper na próxima vez”, disse ele.

Como se não bastasse “apenas” perder o aparelho, Wroblewski tinha diversas contas suas conectadas nele, o que aumenta e muito a gravidade do problema! Felizmente, é possível apagar remotamente da web todo o conteúdo do Google Glass.

E você , caro leito. Como você se sentiria se você tivesse “essa honra” de ser o primeiro azarado a perder o seu Google Glass? Deixe suas respostas nos comentários.

[xyz-ihs snippet=”02mp”]

fonte : Venture Beat

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Em meu blog, escrevo sobre Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI!