Concreto que absorve água chega como alternativa de combate as enchentes

A empresa britânica Tarmac desenvolveu um concreto tecnológico capaz de absorver até 36 mil milímetros de chuva por hora, esse número é equivalente a 3.300 litros por minuto.

Essa tecnologia se chegasse em Manaus resolveria muitos problemas. Sobretudo se levarmos em consideração que em 1h de chuva torrencial é suficiente para surgir diversas áreas de inundações em Manaus.

 

concreto que absorve água

concreto que absorve água

Para vias de comparação, os concretos tradicionais são considerados permeáveis quando conseguem “beber” 330 milímetros a cada hora – desse modo, eles conseguem lidar com uma grande tempestade apenas a cada 100 anos.

Craig Burgess, gerente de desenvolvimento de produtos da Tarmac, disse ao site Tech Insider que a diferença entre o concreto da empresa e o tradicional é o controle das substâncias absorvidas.

De acordo com ele, quando a água flui pelo concreto, ele se mistura com a terra e endurece no interior das lacunas. Isso faz com que a permeabilidade do produto seja reduzida. Burgess afirma que esse problema é evitado com uma técnica que mistura o concreto e o torna poroso por mais tempo.

Isso significa que o produto, chamado de Topmix Permeable, pode ser uma solução para países que sofrem com inundações frequentes, como o Brasil.

Segundo dados do IBGE, os alagamentos deixaram 2,1 milhões de pessoas desabrigadas ou desalojadas entre 2008 e 2012 no Brasil. No período, 2.065 municípios foram atingidos por enxurradas – a maioria nas regiões Sul e Sudeste.

Ao contrário da maioria das empresas que utilizam concreto à base de areia, a Tarmac usa um concreto composto de pequenos pedaços de granitos, que são esmagados e embalados juntos – com folga suficiente para a água passar.

A companhia oferece três tipos de sistemas que fazem a absorção. O primeiro é uma infiltração completa em que toda a água é “engolida” pelo produto. De acordo com a Tarmac, essa solução é útil em áreas molhadas que não precisam coletar água da chuva.

O segundo é chamado de atenuação completa e utiliza um sistema de captura para armazenar toda a água que flui pelo Topmix. Com essa solução, o líquido pode ser reutilizado.

O último sistema envolve uma barreira semipermeável sob o concreto. Essa camada atua como uma espécie de aparelho de drenagem dentro de esgotos.

Segundo a Tarmac, o Topmix funciona em quase todas os climas – exceto em áreas muito frias. Nos testes feitos pela empresa, o concreto teve desempenho melhor em locais onde o limite de velocidade foi de 48 km/h e o tráfego foi moderado.

Até o momento, o produto é vendido apenas no Reino Unido.

Veja o concreto “engolindo” água no vídeo abaixo (em inglês):

Comentários

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Me interesso por Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.