Biólogos Descobrem Arquitetura de Formigas Impressionante

Biólogos Enchem Formigueiro com Cimento e Descobrem Arquitetura Impressionante

Como a ponta de um iceberg, a imagem que temos de um formigueiro esconde uma estrutura muito maior. Por onde andam as formigas quando mergulham na terra? Qual é o desenho das galerias que constroem?

Um grupo de biólogos resolveu responder essas perguntas enchendo um formigueiro de água com cimento. Eles passaram três dias despejando o líquido (10 toneladas dele) sobre a casa dos insetos.

Um mês depois, período durante o qual o concreto secou, os cientistas começaram o trabalho de escavação, liderados pelo professor Luis Forte, da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp de Botucatu.

Após semanas de trabalho, a megalópole das formigas apareceu, com autoestradas conectando câmaras e vias secundárias chegando como afluentes aos túneis principais. Algumas dessas vias levam a “jardins de fungos” (onde são deixadas as folhas coletadas, que servirão de comida aos fungos, que servirão de alimento às formigas) e “lixeiras”.

Os túneis são construídos de modo a prover boa ventilação e rotas curtas para a circulação. Toda a estrutura descoberta cobre uma área de 50 m² e desce a 8 metros abaixo da terra. As formigas precisaram mover 40 toneladas de solo para construir a sua casa.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI!

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Em meu blog, escrevo sobre Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.