Category Artigo de Opinião

Se faz “renovação política” com disputa entre Eduardo Braga e Amazonino Mendes?

Você consegue imaginar, que uma disputa de Governador “suplementar” possa ser ter entre as principais lideranças Eduardo Braga (PMDB) de um lado e Amazonino Mendes (PDT) do outro?

Ao que tudo indica, as duas chapas mais fortes do pleito de 2017 para “governador tampão” devem ficar entre a provável chapa do senador Eduardo Braga (PMDB) tendo como vice o deputado federal Artur Bisneto (PSDB) e do outro lado, uma provável chapa formada pelo Amazonino Mendes (PDT) e o Marcelo Ramos (PR).

Não são descartadas a possibilidade de Rebecca Garcia (PP) e do vereador Wilker Barreto (PHS) como steps da primeira chapa, bem como não são descartadas a participação do deputado estadual Josué Neto (PSD) e do deputado federal Silas Câmara (PRB) como step na segunda chapa.

Nem os constantes problemas atuais de saúde do senador Eduardo Braga (Eduardo Braga chegou a divulgar que estava com tumor na bexiga)  e nem os esquemas de corrupção ao qual ele e seu vice Omar Aziz (PSD) parecem importar à população desatinada. Afinal, quem não soube que a os ex-executivos da construtora Andrade Gutierrez investigados na Operação Lava Jato revelaram, em delação premiada, que pagaram propina aos ex-governadores do Amazonas Eduardo Braga (PMDB) e Omar Aziz (PSD), que, atualmente, são senadores pelo estado.

Será que o pessoal acha que isso é o correto? Precisamos entender de uma vez por todas que o errado é errado mesmo que todo mundo esteja fazendo. O certo é certo mesmo que ninguém esteja fazendo.

Sobre o ex-governador e ex-prefeito Amazonino Mendes, nem a sua saúde fragilizada que por diversas vezes quase o matou enquanto prefeito ( sendo internado diversas vezes em São Paulo e sem tem previsão de alta), fazendo com que ele se afastasse frequentemente da prefeitura de Manaus e entregando a cidade na mão de quadrilheiros , afinal, quem não lembra do caso Souza? (Fausto Souza, Carlos Souza, Wallace Souza e Rafael Souza, lembra?).

Na ocasião, vale lembrar que o vice-prefeito de Manaus, Carlos Souza, chegou a ser preso por associação ao tráfico de drogas, formação de quadrilha e ligação entre diversos assassinatos, já que os três “Irmãos Coragem” participavam do mesmo programa miserabilista, “Canal Livre”, que era usado, com o auxílio da alta cúpula da Inteligência da Polícia Militar do Amazonas para realizar seus crimes, mas , como nem tudo faz sentido em Manaus, Carlos Souza foi colocado em liberdade oito dias depois.

Aliás, nada parece fazer muito sentido nesses últimos dias. Será que o Amazonas está pensando mesmo que é hora de fazer o relógio retroceder?

Por enquanto são só especulações. Aguardemos o fim das reuniões que tentarão definir os grupos que disputarão a eleição suplementar e consequentemente que definirá o substituto do governador cassado José Melo.

Há tempos “pai e filho” estão se digladiando pelo poder.  Amazonino acusou Eduardo Braga de ter endividado o estado do Amazonas para construir obras a fim de se eleger, o senador Eduardo Braga (PMDB) rebateu as críticas do ex-aliado; de acordo com o parlamentar, “Amazonino cometeu um crime gravíssimo no final da carreira política dele. Distribuiu moto-serra, cometeu crime ambiental e ainda acabou com a polícia. Você imagina um governador acabar com a polícia? Isso é um ditador. O Amazonino se supera, pois como governador conseguiu acabar com a polícia, dizer que médico era que nem sal e tinha em toda esquina, além de, durante um debate com uma senhora do povo, dizer ‘então morra’. Isso é ser ditador”, declarou.

#Oremos

Amazonino Mendes e Eduardo Braga se merecem, o povo não.

Meme sobre a famosa frase dita por Amazonino Mendes em seu último mandato à uma paraense, conterrânea do Eduardo Braga.

Se você não pagou por alguma coisa, você não é o cliente, é o produto à venda.

A frase, condensada no título deste post, é de um desenvolvedor Microsoft, Andrew Lewis. É claro que ele fala do ponto de vista do programador ligado ao modelo de negócios de uma das maiores empresas de software do mundo, mas à parte sua filiação, ela esconde um fundo de verdade que faz pensar.

Se você não pagou, não é o cliente, é o produto

Se você não pagou, não é o cliente, é o produto

Donde vem toda essa profusão de serviços gratuitos na internet senão de algum desejo inconfessável de extração de capital?

Liberais adoram citar seu guru, Milton Friedman, e a frase — que não é dele, mas foi utilizada como título de um de seus livros — “Não existe almoço grátis” para nos lembrar de que no capitalismo, sem dúvida, nada é de graça.

Mesmo assim, muitos insistem em se iludir que por conta de utilizarem a internet e muitos serviços eletrônicos — email, blog, twitter etc. — “de grátis”, estariam de alguma forma abrindo rachaduras na carapaça do capital.

Antes de se imaginar realizando tal tarefa — sou obrigado a dizer, tão nobre e mais do que necessária —, no entanto, talvez fosse melhor matutar se não estamos fazendo papel de bobos e sendo postos à venda sem nem nos darmos conta disso.

Na era da informação, essa é a moeda! INFORMAÇÃO!

Você cede todas as suas informações pessoais, profissionais, geográficas e de posse dessas informações suas, as empresas (aqui cito Facebook), vendem como mercadoria suas informações para outras empresas, que auxiliam as empresas a direcionarem anúncios para você.

O Facebook não é gratuíto.

Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

Redes Sociais serão sem dúvida a principal Arena de 2014. Serão nas redes sociais que os partidos terão mais razões para se expor, para se defender, para contra atacar e atacar. Serão nas redes sociais que os eleitores poderão se aproximar do seu candidato.

Quem não tiver isso em mente, ficará muito para trás, e não adianta confiar na “fidelidade” do eleitorado, nas redes sociais, assim como no mundo real, o conteúdo patrocinado (comparado a disseminação via tv/rádio) será massivamente visto, enquanto o conteúdo “orgânico” será o famoso boca a boca.

Pode ganhar quem investir mais e melhor. Pode ganhar quem tiver o melhor conteúdo e maior poder de patrocínio, mas principalmente, a maior chance de se vencer é quem souber usar melhor a consciência coletiva a seu favor.

Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

Partido dos Trabalhadores e seu Exército Digital

Prefeito de Barreirinha quer demolir casa projetada por Lúcio Costa

O Amazonense, como se sabe, desconhece sua própria história. Agora estamos prestes a cometer mais um crime contra o patrimônio e herança cultural.

O prefeito de Barreirinha (AM), Mecias Pereira Batista (PSD), ameaça demolir a casa que o urbanista e arquiteto Lúcio Costa (1902-1998) projetou para o poeta amazonense Thiago de Mello, 87. A casa onde o poeta já viveu é uma das duas únicas obras de Lúcio Costa na Amazônia.

2ª Edição do Projeto : Lugares que o Dia Não me Deixa Ver

Hoje inicia a 2ª edição do projeto : “Lugares que o dia não me deixa ver“, realizado pelo Casarão de Ideias , através do bailarino e diretor João Fernandes (uma pessoa fantástica e super acessível).

Esse é sem sombra de dúvidas um dos projetos mais criativos, inteligentes e bem bolados para a nossa cidade. Ano passado, levei minha mãe para participar e prestigiar o evento, ela curtiu muito e passou quase 1 mês comentando sobre.