Arena da Amazônia x Teatro Amazonas

Essa foto me causa espanto até hoje…

Nos teletransportemos mentalmente para 1880 (mais ou menos), época em que Manaus era uma vila e iniciavam-se os trabalhos para a belle époque que ainda chegaria… Quando começou a bela época lá pelos 1890, Manaus passou por diversas transformações e as nossas “roças” começaram a ser abertas para receber ENORMES monumentos, tais como Teatro Amazonas, Igreja de São Sebastião, Palácio da Justiça, Reservatório do Moco etc etc etc… mas nos concentremos alí, na zona do centro histórico.

Por esta foto podemos ver como destoava o Teatro Amazonas, era algo como “um elefante branco no meio do mato”, mas claro, alguém teve pulso pra fazê-lo, e hoje… 100 anos depois é o Patrimônio Histórico mais importante da nossa cidade, é nosso cartão de visita!

Teatro Amazonas há 100 anos atrás foi considerado um elefante branco

Teatro Amazonas há 100 anos atrás foi considerado um elefante branco. Essa foto é durante os acabamentos do Teatro Amazonas.

Voltemos, para o hoje, 2012. Pensamos errondoneamente que somos grande, mas nosso pensamento ainda é o mesmo de 100 anos atrás.

Teatro Amazonas foto : Jorge Herrán

Teatro Amazonas
foto : Jorge Herrán

Vos digo isso porque sempre que falamos da Arena da Amazônia, usamos expressões parecidas… “Isso vai ser um elefante branco, nem temos time de futebol”; “Isso é pra lavar dinheiro!”; “Isso não vai dar em nada, pra que essa cavalice de estádio?” ; “Um estádio pra receber 3 jogos da copa e provavelmente será Uzbesquistão e Líbia”.

Projeto Arena da Amazônia, estádio de Manaus para o mundial da FIFA 2014

Projeto Arena da Amazônia, estádio de Manaus para o mundial da FIFA 2014

Acho que naquela época também pensavamos como: “Nem temos cantores de ópera!”; “Pra que essa cavalice de teatro?”; “Isso nao vai dar em nada!”

A Arena Amazônia será um estádio de futebol que está sendo construído na cidade de Manaus, estado do Amazonas, no local antes ocupado pelo Estádio Vivaldo Lima (O Vivaldão)

A Arena Amazônia será um estádio de futebol que está sendo construído na cidade de Manaus, estado do Amazonas, no local antes ocupado pelo Estádio Vivaldo Lima (O Vivaldão)

Portanto deixemos nosso pensamento de inferioridade de lado e apostemos em ideias inovadoras e megalomaniacas, nós somos hoje a 6a cidade mais rica do país, se podemos hoje construir um estádio que durará uma vida, por que não fazê-lo? Por que ficar sempre fazendo estádio meia boca e a cada 10 anos ficar reformando? Façamos um estádio a nível da história da nossa cidade, um estádio que nos encha os olhos e que vire museu!

Um estádio que encante os jogadores e os torcedores e que claro, possa nos trazer retorno econômico principalmente porque precisamos investir nos nossos atletas!

Precisamos resgatar o nosso amor pelos times locais, mas para isso devemos investir pesadamente nos nossos clubes. Sabemos investir muito dinheiro em empresas estrangeiras, e por que não investimos também pesado nas pessoas dos nossos solos, nas pessoas que aqui vivem?

Claro que podemos fazer!

O arquiteto autor do projeto Arena da Amazônia é o Ralf Amann do escritório alemão GMP, arquiteto muito bem conceituado. O novo estádio deverá ser poliesportivo, com cobertura retrátil e uma capacidade estimada em torno de 47.000 pessoas.

O arquiteto autor do projeto Arena da Amazônia é o Ralf Amann do escritório alemão GMP, arquiteto muito bem conceituado. O novo estádio deverá ser poliesportivo, com cobertura retrátil e uma capacidade estimada em torno de 47.000 pessoas.

Pode ser viagem da minha cabeça, mas tinha que compartilhar com vocês essa minha reflexão….
Como diria o Marcelo D2

Deixa pra lá, eu devo tá viajando
Enquanto eu falo besteira, nego vai se matando

boa semana a todos

Com arquitetura inspirada na floresta amazônica que rodeia a cidade de Manaus, a Arena da Amazônia será um estádio totalmente novo, construído de acordo com rigorosas premissas de sustentabilidade e localizado estrategicamente entre o aeroporto e o centro histórico da capital amazonense.

Com arquitetura inspirada na floresta amazônica que rodeia a cidade de Manaus, a Arena da Amazônia será um estádio totalmente novo, construído de acordo com rigorosas premissas de sustentabilidade e localizado estrategicamente entre o aeroporto e o centro histórico da capital amazonense.

Ontem, no meu blog pessoal, voltei a receber comentários de uma reflexão que fiz ano passado, o link original é esse aqui . De acordo com os comentários, em Sampa rolou um debate em que uns jornalistas “desciam o malho” na Arena da Amazônia,ok, isso são há 4 anos que escutamos. Não vou nem questionar o fato do próprio jornalista torcer pra time argentino, porém, ainda não havia visto a reportagem e hoje me enviaram o link do vídeo.Então, vou deixar primeiro o vídeo deles contra o ministro do esporte Aldo Rebelo questionando o fato de Manaus não ter merecido ser sede da Copa do Mundo, e aliás, velho preconceito sulista contra nortista, afinal, segundo eles, Manaus não tem capacidade de encher nem o SESI que dirá uma Arena da Amazônia, além da velha crítica sobre o futebol amazonense não ter atualmente um representante nem mesmo na série C do Campeonato Brasileiro….

Debate TV Cultura sobre Arena da Amazônia

Comentários

15 Responses to “Arena da Amazônia x Teatro Amazonas”

  1. Augusta Bandeira

    Belíssima reflexão, conseguimos erguer um teatro magnifico como o teatro Amazonas, pq não se pode fazer o mesmo com a Arena da Amazônia? Será uma obra que ficará marcada na história do Amazonas, assim como o teatro.

  2. Ana Carvalho

    Também penso como você. E vou ainda mais longe, nessa viagem de megalomaníacos… Manaus ainda vai ter muitas megas construções do tipo "elefante branco", só nos resta sonhar e acreditar que é possível. Parabéns pelo artigo. (você é irmão do Marcelo pessoa?)

  3. Marcio Angelo

    Bacana tudo o que foi dito. Só que o texto precisa de revisão… Abrç!

  4. Frank Almeida

    Bom dia a todos que aqui expõem suas opiniões. O que tenho pra dizer é bem pouco. Foi-se o tempo em que o futebol amazonense era valorizado, comparar o investimento e a construção de um teatro magnífico como é o T. Amazonas com essa arena, penso eu ser um disparate. Não cabe a cada torcedor resgatar os times locais, cabe as empresas e empresários locais, os quais ja viram que é uma grande furada jogar dinheiro nesses times daqui. Há empresas fortes que poderiam fazer isso, como samsung, honda e etc, mas não há vantagens econômicas para eles o fazerem. O teatro amazonas é sem dúvida um marco histórico desde sua construção, quantas celebridades realmente dignas de pisarem aquele palco ja passaram por ele? Segundo a Enciclopédia Britannica, a palavra teatro deriva do grego theaomai[1] (???????) – olhar com atenção, perceber, contemplar (1990, vol. 28:515). A dramatização é muito mais antiga do que o futebol, por isso e por muito mais, eu, particularmente vejo essa arena como sim, um grande elefante branco, se é para lavar dinheiro, não sei, me atenho ao que sei, sei que após os 2 joguinhos de nada que acontecerão aqui, essa arena será apenas mais um monumento sem utilidade na nossa cidade. Me pergunto que times poderiam vir pra cá, para compensar tal construção, numa estado onde o futebol é pouco ou quase nada valorizado. Foi um erro Manaus ser escolhida paraq sediar esses jogos, ou não. Quero o melhor para a cidade onde moro, gosto de Manaus e espero sinceramente que estes 2 jogos sirvam para alavancar o esporte (em todos os sentidos) no Amazonas. E tenho dito-.

  5. Alexsandro Silveira

    De fato o esporte no Amazonas é quase que desprezado, mas se continuarmos a pensar desse jeito nunca irá mudar, então o que temos que fazer é tentar de varias formas "injetar adrenalina" para que o esporte amazonense não mora, e pra mim a construção de um estadio como esse pode acender mais uma vez a paixão do povo Amazonense por esse esporte que é a marca do Brasil. Talvez depois depois de pronto essa obra as pessoas passem a olhar com atenção o futebol, afinal o marketing é a alma do negocio.

  6. Nilma Tavares

    Os mais de 600 milhões q serão gastos na Arena, deveriam ser gastos em educação quem sabe assim até 2020 seremos referencia em Ciência. O Futebol só enriquece empresários oportunistas que junto com politicos espertos oferecem o pão e o circo para os miseraveis do beiradão!!

  7. Marcus Pessoa

    e do Márcio, e do Marcel, e da Maíra, e da Marisa Pessoa também… todos vindos do mesmo pai, o Simão Pessoa

  8. Ana Carvalho

    Olha que legal! Estudei com o Marcelo na UFAM. Ah, e fui na feijoada na sua casa, acho que de sua despedida. :))

  9. Marcus Pessoa

    se for a de 2010, foi pra arrecadar dindin pra eu vir fazr meu mestrado aqui na Politecnico di Milano 🙂

  10. Raphael Leone Santos Cunha

    Falou tudo. Retorno financeiro. Se for assim vale, se não (é provável) vira elefante branco.

  11. Marcelo Amil

    Assino embaixo e concordo incondicionalmente. Parabéns pela simples e genial comparação.

  12. Natan Apaixonaça

    ao frank .
    não foi um erro .porque esse investimento iría pra algum lugar de qualquer maneira .agora se o seu estado ou cidade não foi comtemplado com a copa do mundu ,paciência!

  13. Gilmar Govinho Jr.

    É engraçado as pessoas reclama, reclama e reclamam , mas não fazem nada pra mudar esse PAÍS. Se esse país fosse Europa ou outro qualquer que seja, sem duvida seria diferente e sim haveriam pessoas lutando pelos direitos e deveres, ou senão, pela educação, saúde, transporte no que quer que seja, enfim falar por aqui é fácil, alias qualquer um fala, mas agora sair de suas casas e protestar nas ruas aí sim a coisa muda ou melhor teremos cidadãos que querem mudar e que se preocupa com esse país!

  14. Ana Carvalho

    Foi em 2010 sim!Eu lembro que o Marcelo me vendeu à R$ 10,00 a feijoada. :))

  15. Ygor Thomé

    Perfeita comparação, caro amigo!
    Só uma ressalva: hoje nós temos times para se apresentarem nesse belo palco, só falta o manauara (torcedor) ter consciência disso.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Em meu blog, escrevo sobre Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.