Minha recomendação de 15 locais pra visitar em Manaus

Se eu pudesse criar uma lista de 15 locais para visitar na minha cidade, Manaus – Amazonas, com certeza, eu indicaria essa lista. Na minha lista você visita locais particulares de Manaus ideais para tirar foto e curtir o ambiente. Não inclui na lista locais específicos para comer e beber em Manaus, mas é fundamental que você experimente o nosso café regional e o nosso tradicional X-Caboquinho!

Minha recomendação de 15 locais pra visitar em Manaus

Centro Histórico de Manaus / Foto : Divulgação

A lista que elaborei foi baseada toda na minha experiência, tentei reunir locais que as pessoas possam comer, beber, contemplar a natureza, sentir gostos, ver cores e coisas típicas, se vislumbrar com os luxuosos prédios da bela época e claro, prédios recentes também.

Existem diversos outros locais que poderia estar recomendando, mas seria preciso ou pegar um barco ou ir de carona com amigos, neste caso, fiz questão de elencar locais para visitar em Manaus que se possa ir a pé.

Fiquem a vontade para usar o texto, as imagens ou a lista e façam bom proveito!

15 – Orla da Manaus Moderna

O primeiro local que gosto de levar meus amigos-visitantes é a orla de Manaus, na altura da Manaus Moderna. O local de moderno não tem nada, porém, dá pra entender um pouco de como funciona o transporte fluvial em Manaus. O movimento intenso de barcos regionais chegando e partindo impressiona. Com pouco dinheiro você pode ir para outra cidade e desfrutar de uma bela viagem rio acima. A experiência de navegar a noite nos rios amazônicos é incrível.

Além de mostrar a orla em si, sempre faço questão que eles possam conhecer a feira coberta da Manaus Moderna. Lá, o tom da viagem turística é através dos odores, cores e sabores. A quantidade de peixes regionais surpreende, o tamanho e as formas dos peixes são um espetáculo a parte. E o mais legal é que ao feirante perceber que é visitante, ele mostra sua habilidade em “ticar o peixe” (cortá-lo). Fora os peixes, tem também as frutas regionais, os temperos, os cheiros, etc.

14 – Paço Municipal

Restaurado recentemente (em 2012) o Paço Municipal costuma trazer intensas apresentações de arte alternativa, festivais culinários, ocupações artísticas e muita cultura durante os eventos lá realizados. Nos finais de semana normais, entretanto, é uma área deserta e merece uma certa atenção de quem visita.

Lá é possível contemplar o Palácio Rio Branco, o prédio da Antiga Prefeitura de Manaus, a praça Dom Pedro II, local que foi construído sobre um cemitério indígena. Se pode observar também a rua Bernardo Ramos, considerada a primeira rua de Manaus e consquentemente abriga a primeira casa de Manaus. Além disso, é possível observar as ruínas do Hotel Cassina, um antigo hotel da classe nobre da cidade e que declinou junto com o fim do ciclo da borracha.

13 – Parque Municipal do Mindu

O parque municipal do Mindu impressiona pela dimensão e localidade. Ele é muito rico na biodiversidade e está localizado a 15 minutos do centro da cidade. No Parque do Mindu você pode ter sorte de cruzar com o Sauim de Coleira ou Sauim de Manaus, símbolo do parque e legítimo representante da fauna manauara. Aliás, o único local do mundo que você pode vê-lo é em Manaus e por ser um pequeno macaco endêmico da capital amazonense, o sauim-de-coleira é um dos animais com maior risco de extinção da Amazônia. Visitar o Mindu, como é mais conhecido, oferece uma sensação lúdica e prazerosa, especialmente para quem quer fugir do ambiente de cidade grande.

Se você estiver com tempo e goste de particar caminhadas e exercícios físicos, o parque possui aparelhos instalados e trilhas. O Parque também possui espaço para encontros tais como Café da Manhã e comemorações. Se você quiser praticar exercício físico dentro da floresta nativa e bem no coração da Cidade, o Parque do Mindu é o pedido.

12 – Reserva Florestal Adolpho Ducke e o Museu da Amazônia

A Reserva Adolpho Ducke e o Museu da Amazônia é um dos pontos mais fortes que tem em Manaus recentemente. É um passeio imperdível para quem visita Manaus. Neste parque que é uma área de proteção ambiental, você pode andar pelo meio da mata (com guia e seguindo trilha) e depois até subir numa torre de observação, onde aprecia-se a floresta amazônica sobre as copas das árvores. Simplesmente fantástico!

O ponto negativo é apenas a  distância em relação ao centro de Manaus, porém, vale a pena conhecer pois é um pedaço da floresta Amazônica na cidade. O guia mostra vários detalhes e explica muitas coisas diferentes, você verá viveiro de cobras, aranhas, insetos e animais soltos nesse fragmento de floresta, além de amostras temporárias e permanentes. A visitação é paga. Nada que você não consiga, além disso, tem desconto para estudantes.

11 – Feira de Artesanato da Avenida Eduardo Ribeiro

O melhor passeio das manhãs de domingo, esta grande feira de artesanato tem produtos variados, atrativos tanto ao turista como aos moradores da cidade. Bem central, com boas barracas de lanche.
Claro que todos devem passear. Ponto obrigatório

Bem próximo ao Teatro Amazonas aos domingos ocorre a feira de Artesanato.

Bem média pois mesmo sendo uma feira em Manaus poderiam ter barracas de mais coisas. Falta outros artesanatos básicos que existem em outras cidades

A parte da comida é a grande estrela da feira. Barracas nas duas pontas. O destaque de tudo que comi dica para as farofas. Uma delícia

Opte pela de Charque com Banana hummmm
Domingo de Compras, Café da Manhã..

O local é de fácil acesso, rua atrás do Teatro Amazonas, rua principal do centro de Manaus, todos os domingos ocorre a feira, ela vai das 8h as 13h senão me engano, pessoal costuma ir cedo, tomar um café e depois partir para as compras, há diversos tipos de lojinhas, roupas, sabonetes, chás, vestimentas, chapéus, doces, temperos, sabonetes, artesanatos, os preços são mais acessíveis que no mercado público Adolpho Lisboa, se for simpático, consegue até levar algo de brinde! hehehe
consegui um chá de cortesia por ter comprado alguns.

10 – Praça do Caranguejo

Essa é uma das praças mais movimentadas de Manaus, durante partidas de futebol essa praça ferve. É um local para beber, comer e assistir jogos. Ao redor, existem diversos bares, sorveterias, lan house, churrascos de rua, queijos assados, pastelarias, tacacarias, telões e muita gente jovem.

A praça do Caranguejo ou praça do Eldorado (nome do Conjunto) só serve pra ser visitada a noite, e principalmente durante jogos de futebol pois quando há jogos de futebol todos os bares os exibem em telões.


Exibir mapa ampliado

9 – Manauara Shopping

Acredito que agora seja o shopping mais popular de Manaus. É atualmente, o maior shopping center da Região Norte do Brasil. Sua decoração é totalmente inspirada na fauna, flora e cultura da Amazônia, possui uma área verde dentro do shopping no qual várias pessoas utilizam para almoçar, ou fugir do ar condicionado.

O mais legal desse Shopping é a variedade de lojas e a quantidade de coisas pra fazer, ao meu ver, peca somente na questão diversão. O único ponto de diversão e entretenimento é só para os baixinhos.

Eu não gosto muito de passear em shopping, mas sempre levo meus amigos para lá, seja para mostrar a decoração, seja para mostrar a sauna que é a garagem, seja pra mostrar algumas coisas hi tech que chegam por lá.


Exibir mapa ampliado

8 – Zoológico do CIGS

O Centro de Instrução de Guerra na Selva (C I G S) conta com um Zoológico, contendo vários animais próprios da região, alguns ameaçados de extinção, com o intuito de preserva-los.

Você encontrará desde pantera negra até gavião real, passando por macacos até sucuri vale a pena conferir os animais, afinal ir em Manaus e não ver onça é pros fracos.


Exibir mapa ampliado

7 – Zona Franca

Bem, também não é possível ir em Manaus e não visitar a Zona Franca, ou melhor as áreas de comercialização em massa da capital amazonense. Várias pessoas me perguntam “E ai como é a Zona Franca de Manaus?” “É tudo mais barato mesmo?” Então, eu não acho os preços mais em conta que em São Paulo por exemplo, mas é com certeza o local que mais tem variedades. Eu nasci no centro de Manaus, então sempre fui habituado a ir comprar as coisas lá.

Outra coisa que queria deixar claro é que não existe uma coisa física chamada “Zona Franca de Manaus”, mas existe por exemplo um parque tecnológico chamado “Polo Industrial de Manaus”.

O que eu trato como Zona Franca é o local no centro destinado para atender a massa. Ou seja, camisas à kg, vídeo games de todos os tipos, modelos, e preços, roupas pra todo lado. Gente aos milhões. Inclusive temos uma rua famosa por isso, e nós a chamamos de Shopping Bate Palma (devido os vendedores ficarem batendo palma e gritando na rua pra atrair os compradores).

Algumas das ruas da zona franca que poderia citar são: Rua Henrique Martins, Rua Guilherme Moreira, Rua Marechal Deodoro, Avenida 7 de Setembro, Avenida Eduardo Ribeiro, Avenida Floriano Peixoto, Praça da Matriz, Rua Quintino Bocaiuva e outros.


Exibir mapa ampliado

6 – Mercado Municipal Adolpho Lisboa

Com certeza eu recomendo fazer uma visita ao porto de Manaus, melhor, vai mais pra perto do Rio Negro, encontre o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, o Mercado foi construído durante a bela época baseado em mercado francês que já nem existe mais, ele tem todos os traços e material vindo da europa. MAS, esquece isso e siga na feira coberta, é a famosa feira do peixe. Nessa feira você vai encontrar de tudo (por isso fique atento com os seus pertences, nunca se sabe…).

Você vai poder ver e comprar os mais variados peixes amazônicos por preços convencionais, tais como tambaqui, pirarucu, pacu, sardinha, pescado, surubim, matrinxã, bodó e etc…Você vai poder experimentar frutas regionais, e se quiser você pode comer alí mesmo no meio dos caboclos, existem diversos restaurantes que servem prato feito já com o peixe frito na hora.


Exibir mapa ampliado

5 – Praia da Ponta Negra

Um passeio na orla da Ponta Negra é muito bem vindo, principalmente durante a noite, a praia foi reformada e tem umas áreas bem bacana para admirar o rio, como por exemplo o recém inaugurado mirante. No calçadão da Ponta Negra o pessoal faz cooper, passeia, se reune pra jogar conversa fora nos bares, em alguns bares eles oferecem também apresentação de boi bumbá (nossa dança regional). É possível também comer, tomar sorvete com sabores regionais, ver alguns artistas de rua se apresentando, tirar muitas fotos e jogar futebol de areia, volei de praia, ou apenas ficar olhando o Rio Negro.

Caso você vá durante o dia, o cenário e a atmosfera será outro, durante o dia muitos fazem banho na ponta negra, eu quando pequeno também fazia, hoje em dia não recomendo mais… porém com certeza você não vai virar mutante caso o faça.


Exibir mapa ampliado

4 – Bosque da Ciência

Dentro do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) existe o Bosque da Ciência, que é a área aberta do INPA, lá é possível de ver alguns animais em extinsão, tais como o peixe-boi e a ariranha, além disso existe uma trilha para ser feita dentro da mata preservada, você poderá conferir a maior folha do mundo, ver o famoso poraquê (peixe-elétrico), caso você tenha sorte, pelo caminho irá encontrar o tamanduá (ele fica solto pelo INPA), poderá encontrar também o bicho preguiça, ou alguns macaquinhos.

O legal do INPA é que é uma reserva dentro da cidade de Manaus e portanto não é tão quente devido a quantidade de árvores.


Exibir mapa ampliado

3 – Parque Senador Jefferson Perez

O Parque Senador Jefferson Perez talvez seja o mais novo Parque de Manaus,é um espaço público construído em uma área que antigamente era invasão de palafitas que interferiam nos igarapés de Manaus e Bittencourt, dois tradicionais pontos urbanos da cidade de Manaus.

O parque permite o conhecimento de um pouco da história política, social e paisagística da capital amazonense, especialmente do período da economia da borracha, seja com a vegetação, o traçado, a arquitetura, a simetria, a simbologia, enfim, de todo um clima que marcou aquele período histórico.

Outra coisa bacana de se observar lá é a maior bandeira do Estado do Amazonas, com tamanho de 12,30 x 17,57, hasteada em um mastro de 60 metros de altura que pode ser visualizada em diversos pontos da cidade de Manaus.


Exibir mapa ampliado

2 – Parque Ponte dos Bilhares

O Parque dos Bilhares é um local com diversas opções de lazer, esporte e cultura. Existem duas etapas, na qual a primeira etapa é dotada de inúmeros play-grounds, bares, pista de cooper, estacionamentos, e a segunda etapa é dotada de campos de futebol, teatro de arena, quadras poliesportivas e ciclovias. Por lá passa também um dos maiores igarapés de Manaus, cortando o parque ao meio: o Igarapé do Mindu, poluído, mas ainda histórico.

É uma boa pedida para conversas calmas, ou para se reunir com os amigos. O ambiente é familiar e as vezes acontecem apresentações de artistas de rua no Parque.


Exibir mapa ampliado

1 – Largo São Sebastião

Com certeza o cartão de visita de Manaus. O complexo que eu recomendo engloba a Praça de São Sebastião com sua famosa calçada portuguesa em homenagem ao encontro das águas. Igreja São Sebastião, uma das mais antigas e tradicionais igrejas católicas de Manaus. O Teatro Amazonas, o teatro mais encorpado e fruto da riqueza do tempo áureo de Manaus.

O Palácio da Justiça, tabém herança da belle époque, situado aos fundos do Teatro Amazonas, recentemente foram reformadas algumas casas no entorno do largo, casas com estilo colonial português, existem diversas discussões sobre essas casas serem verdadeiras ou não, na verdade pouco importa, já que se elas não existiram alí, existiram em algum outro lugar de Manaus com certeza.

Você pode comer banana frita, tacacá, pizza, curtir MPA (Música Popular Amazonense), ou se você ficar na praça São Sebastião, você poderá ouvir ópera durante a noite.


Exibir mapa ampliado

Então é isso, se você tiver um pouco mais de tempo recomendo pegar estrada e ir passear em Presidente Figueiredo, município a 107km de Manaus, e famoso pelas suas cachoeiras.
Ou mesmo ir ao porto de Manaus e fretar um passeio para o encontro das águas, lago do Jaú, passeio de canoa pelos igapós, visitar viveiros de pirarucu e etc.

Manaus é um excelente local para o ecoturismo. Em vários pontos da cidade você pode comprar artesanatos indígenas, e na Avenida Eduardo Ribeiro durante o Domingo de manhã existe uma feira ao ar livre! Excelente local para comprar os souvenirs!

Espero que tenham gostado
🙂

Comentários

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sou manauense, graduado em Design de Interface Digital, pós-graduado em Marketing, Propaganda e Publicidade pela Laureate International Universities e mestrando em Design da Comunicação na Politecnico di Milano - Itália. Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e recebi o Prêmio Top Empreendedor nas Américas, além da Comenda da Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedorismo e a Cruz do Mérito da Amazônia, ambas as comendas outorgadas pela pela Câmara Brasileira de Cultura. Em meu blog, escrevo sobre Marketing Digital, Mídias Sociais, Branding, Gestão de Conteúdos Web, Turismo Cultural, Manaus de Antigamente além de Políticas Criativas.